Vivendo (chapando) na Holanda

Chapa2

hempadao 6 fevereiro, 2018

por S. M. Hermes

No segundo semestre de 2014, mais precisamente no final de setembro fui pra Venlo, na Holanda, fazer um intercâmbio na Fontys University. Dividi um apartamento por quase seis meses com mais três pessoas: um alemão, uma búlgara e uma italiana — um mais brother que o outro. A gente morava bem no centro em cima do pub que a galera da universidade ia com mais frequência, isso além de ter um coffeeshop, o Nobody’s Place, logo do outro lado do trilho do trem que devia ficar no máximo 5 minutos caminhando ali de casa.

O esquema lá era o seguinte: (I) sempre tinha alguém na porta pedindo um documento antes de liberar a entrada; (II) não tinha restrição de nacionalidade; (III) custava cinco euros pra se cadastrar e ganhar uma senha que te permitia comprar 4 gramas por dia; (IV) eles não vendiam bebidas de álcool mas tinha altos chá, café, chocolate, etc.; (V) o lugar é espetacular com várias mesas espalhadas por dois cômodos com todos tipos de jogos disponíveis, xadrez, gamão, pebolim, pinball e por aí vai.

O cardápio do Nobody’s não tinha tantas variedades quanto os coffeeshops de Amsterdã, mas o nível de qualidade era bem equiparável sendo que todo dia rolava alguma coisa diferente — só ali em Venlo devo ter fumando mais de dez tipos de Cannabis, sativa principalmente. Rolava haxixe também, inclusive no ano novo eles deram umas gramas de brinde, acredito que pra galera começar bem aquele 2015 que vinha pela frente. E eu geralmente comprava minhas Cannabis com os trocos dos gastos em geral, logo não gastava absurdos.

Acredito que morar na Holanda com quase toda certeza absoluta é uma das melhores experiências que um usuário de Cannabis pode ter na atualidade. Todo o ambiente lá é favorável, a infraestrutura de todas as cidades que visitei era absurda, é tudo projetado e construído pra facilitar a vida o que torna a rotina mais leve, mais feliz, mais humana. Tenho várias e ótimas lembranças dessa experiência, além de todos os amigos que fiz nesse semestre vivido no velho continente, portanto aos navegantes digo que vale o esforço!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina