Uruguai inicia cadastro de consumidores de maconha

Hemportagem

hempadao 3 maio, 2017

Depois de muitos adiamentos e atrasos típicos da burocracia pública, o governo uruguaio iniciou na última terça-feira (02/05) o registro oficial de cidadãos interessados em comprar maconha legalmente, que passará a ser vendida em farmácias a partir do próximo mês de julho.

Para fazer o cadastro é necessário ir até uma agência de correios portando documento de identidade e comprovante de residência. No mesmo local é feito o cadastramento da impressão digital que será utilizadas para evitar a compra de maconha acima do limite estabelecido por lei.

Os consumidores poderão adquirir até 40 gramas por mês, ao preço de US$ 1,3 por grama, em uma rede de 30 farmácias espalhadas pelo território uruguaio. A maconha destinada a atender o mercado consumidor do país será cultivada por empresas privadas em três locais nos arredores de Montevidéu.

De acordo com o governo uruguaio nenhum dado é retido pelo Correio e toda a documentação será enviada ao Instituto de Regulamento e Controle de Cannabis (IRCCA). As impressões digitais dos consumidores serão mantidas em um banco de dados sigiloso.



Uma resposta para “Uruguai inicia cadastro de consumidores de maconha”

  1. Josué S Mendes disse:

    Caraca muleke 40 gramas por mês de uma erva classe “A” é o sonho de consumo de qualquer usuário. Mas a regulamentação poderia valer para os três tipos de modalidades : O auto cultivo, associação aos clubes cannábicos e a compra em farmácias. O difícil vai ser escolher entre uma dessas modalidades, mas se o problema do Brasil fosse esse, nós estaríamos rindo a toa. Parabéns aos Uruguaios e legisladores que permitiram que esse sonho fosse possível !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina