Prensada – A maconha que faz Capotar, literalmente…

DeCara

hempadao 9 dezembro, 2017

Já parou pra pensar quanta gente morre pra garantir o prensado que a gente fuma? Com certeza você vai achar que esse papo é cortção de vibe, mas não é questão disso. Provavelmente você já lembrou das mortes relacionadas ao tráfico armado. Mas um número oculto gerado pela proibição aterroriza as rodovias de todo o país. Uma notícia muito recorrente no noticiário canábico brasileiro é esse aí:

image

image

image

image

image

image

Essa questão envolve a segurança das estradas de uma forma geral. Influi na vida de todos nós, de todo policial rodoviário, que vive a adrenalina e perigo da perseguição; aos bombeiros, que é quem acaba sendo acionado para prestar o socorro ou retirar corpos; e, por fim, nos hospitais ou presídios de todo o país, pra onde essas pessoas acabam indo parar na “melhor” das hipóteses, quando não caindo direto nas estatísticas de morte.

Será que isso seria da mesma forma se a maconha fosse legalizada? É claro que todo mundo gostaria de fumar em paz, mas é preciso entender que a luta pela legalização, de fato, é importante e urgente, por questão como essa. É ou não de se ficar De cara?!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina