Plantação com 5 mil pés de maconha é queimada na Bahia; dono morreu afogado

Clipadão

hempadao 21 junho, 2017

Uma plantação com cinco mil pés de maconha foi localizada e incinerada, nesta segunda-feira, no município de Monte Santo, a 359 quilômetros de Salvador, na Bahia. A área, no povoado de Barreiras, foi localizada por policiais da 25ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Euclides da Cunha, durante apuração de outro caso, conforme divulgado nesta quarta-feira pela Polícia Civil.

Fonte: Extra

Os agentes investigavam o afogamento de Josevaldo Batista dos Santos, de 49 anos;Claudiomar de Andrade, de 38; e Manoel Astério de Jesus Rios, de 36, ocorrido em uma cisterna da região, e seguiram as tubulações. Os três sofreram um acidente enquanto faziam uma ligação clandestina para irrigar a plantação.

No local onde os policiais descobriram a plantação – uma área de mais de 3 mil metros quadrados -, a equipe também encontrou uma pistola 9mm, com 15 munições intactas.

Segundo as investigações, Manoel era o proprietário do terreno onde o cultivo das drogas era feito. E Claudimar era foragido da DT/Cícero Dantas, onde já esteve preso por roubo.

De acordo com a polícia, um inquérito foi instaurado para investigar as mortes e se o trio fazia parte de alguma quadrilha de traficantes com atuação em Monte Santo e arredores.



2 respostas para “Plantação com 5 mil pés de maconha é queimada na Bahia; dono morreu afogado”

  1. Fernanda disse:

    A polícia não tem mais o que fazer galera. Então resolveram botar fogo no mato. Só não sei que mal esse mato tava fazendo.

  2. Kelvin Braz de Oliveira disse:

    …das drogas?
    Não tava plantado no solo, sem nenhuma química, vivendo com a luz solar e os nutrientes da terra, sim uma planta ilegal, mas não vejo como droga. Uma planta que tem tantos benefícios medicinais, não pode ser vista como droga
    *Meu ponto de vista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina