Cientistas descobrem genes do sabor da maconha

WeedNews

hempadao 25 junho, 2017

A proibição é uma merda para qualquer maconheiro. No Brasil, poucos usuários sabem da existência de diferentes strains da cannabis, e que eles podem influenciar muito no gosto e nos efeitos da erva. Lá fora, com a legalização ganhando espaço, isso é objeto de análise científica.

Pesquisadores da Universidade da Columbia Britânica, no Canadá, identificaram 30 genes que dão aos diferentes tipos de maconha alguns aromas e efeitos diferentes. Vale lembrar que o Canadá ainda não legalizou o uso recreativo da erva, mas isso não impeda a pesquisa científica sobre a erva.

“O objetivo é desenvolver variedade de cannabis com características bem definidas e altamente reproduzíveis. É semelhante à indústria de vinhos, que depende de variedades definidas como chardonnay ou merlot para obter produtos de alta qualidade,” disse o professor Jörg Bohlmann.

Os pesquisadores também encontraram o gene que produz o terpeno típico da cannabis, o beta-cariofileno, que interage com receptores canabinoides nas células humanas junto a outros ingredientes ativos da erva. O beta-cariofileno também pode ser encontrado em pimenta, lúpulo, manjericão e orégano.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina