Home Colunas Chapa2 Vícios socialmente respeitáveis

Vícios socialmente respeitáveis

por S. M. Hermes

Desde sempre a humanidade busca formas de aliviar suas preocupações mais latentes, sendo o uso de substâncias psicoativas uma delas. Na atualidade, devido às imposições sociais do sistema monetário em vigência, as drogas tornaram-se essenciais à vida moderna, principalmente nos grandes centros. Cada vez mais, indivíduos consomem algum tipo de droga com o intuito de elevar seu bem-estar em relação às obrigações cotidianas.

Conforme o estigma que cerca o uso dessas substâncias tomou as proporções que hoje podemos observar na opinião pública, os usuários de determinadas drogas são marginalizados devido a esse preceito estabelecido — de que quem usa drogas é incapaz de viver em harmonia com o coletivo. Assim se estabelecem as políticas antidrogas ao redor do mundo, combatendo a venda e o uso de maneira ineficaz e nociva à sociedade.

Atualmente a Terra e a humanidade são assoladas por inúmeras atividades muito mais prejudiciais do que o uso de drogas. De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH) elaborado pelas Nações Unidas, o Brasil foi considerado o décimo país mais desigual do mundo em 2017. A máquina social gera cada vez mais vícios, alastrando apenas devastação em um ambiente em ebulição onde o ódio e a ganância ganham força e se destacam.

Porém, à medida que a Guerra às Drogas e outras políticas públicas reacionárias e segregadoras se mostram incapazes de solucionar qualquer um dos problemas sociais que geram desigualdade, cresce a esperança de um futuro melhor, onde todos os indivíduos sejam de fato integrantes de uma sociedade mais acolhedora, compreensiva e igualitária.

“É respeitável ser viciado no lucro a todo custo. Portanto, o que é aceitável e respeitável na nossa sociedade são coisas altamente arbitrárias e parece que quanto maior o dano, mais respeitável é o vício. Esses vícios são muito mais devastadores em suas consequências sociais que o uso de cocaína ou heroína.” – Gabor Maté

Fontes:

https://oglobo.globo.com/economia/brasil-o-10-pais-mais-desigual-do-mundo-21094828

ZEITGEIST: Moving forward. Direção e produção de Peter Joseph. Estados Unidos: 2011. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=4Z9WVZddH9w>.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

LegaLive #01 – Dudu Ribeiro: Racismo e Proibição das Drogas

Demorou! Mas o Hempa enfim mergulhou no mundo das Lives! E inauguramos o quadro em grande estilo, com o historiador e ativista Dudu Ribeiro,...

“Maconha.doc – Salvando Brisas e Vidas”, documentário feito por Lucas Maciel

O youtuber e comunicador Lucas Maciel preparou um documentário sobre maconha gravado lá no Uruguai. Desde 31 de maio está sendo upado na conta...

52% dos jovens usam psicoativos para lidar com a pandemia no Brasil

A pandemia causada pelo novo coronavírus impactou os hábitos dos brasileiros de maneira profunda — inclusive na relação com as substâncias psicoativas. Estudo inédito aponta que...

Canabidiol desenvolvido na USP chega às farmácias

Fitofármaco derivado da maconha pode ter diversas aplicações terapêuticas. Produto foi criado em parceria com uma indústria farmacêutica do Paraná O primeiro extrato de canabidiol...

Quarentena canábica

Todas as fragilidades da nossa sociedade vem à tona em momentos como o atual, em que vivemos em meio a uma pandemia de coronavírus....