Usuário como protagonista da redução de danos (PARTE II)

Portas da Percepção

hempadao 1 junho, 2017

por Fernando Beserra

PARTE I do texto: AQUI

O psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1945/2006) formulou uma concepção de psique que inclui o processo de individuação. Quando se analisa o inconsciente, por exemplo, por meio da análise de sonhos – e igualmente pode-se notar pelas experiências psicodélicas – observa-se a existência de um processo potencial de desenvolvimento da personalidade que se desdobra, parcialmente, a margem da consciência. O inconsciente, como fator auto organizador da psique, realiza compensações à atitude unilateral da consciência, possibilitando a ampliação da consciência e a integração daquelas imagens emergentes. Portanto, para que ocorra o processo de desenvolvimento psicológico denominado processo de individuação, é necessária a participação da consciência, com uma atitude que não seja de oposição ao vir-a-ser psíquico apresentado, por exemplo, na experiência psicodélica. Este processo conduz à singularidade psicológica, ao mesmo tempo que promove a ampliação não narcísica da consciência e, no que se refere à redução de danos (RD) com uso de psicodélicos, deve-se atentar que o processo é único. Portanto, na emergência de imagens muito intensas, oriundas do inconsciente, para o psiconauta, não há regra geral de conduta, pois cada pessoa necessita de um tipo singular de intervenção. Por este motivo, tal como ocorre na psicoterapia com psicodélicos, o desenvolvimento da função intuição pode ser central para o manejo na RD. Apesar disso, não há função intuitiva que de conta deste encontro, sem o pleno respeito ao usuário e aquilo que ele traz.

Por conseguinte, cada pessoa se encontra em um momento particular de seu processo e requer um caminho único. Para alguns, um mergulho nas profundezas do inconsciente pode ser um alento e, para outras, uma experiência que deveria ser evitada e que não promove mais que fobia e pânico, ao menos em um set/setting específico. Mais do que o redutor e que o próprio usuário, o sistema psíquico funciona de maneira auto regulatória e se criado um setting favorável, com o devido cuidado e empatia, pode-se favorecer a emergência simbólica que catalisa, em momento posterior, a integração do que foi experimentado. O acolhimento no momento da experiência muito intensa, como um vaso alquímico, cria as condições de possibilidade de uma integração e de uma verdadeira ampliação da consciência. Nas palavras de Maclean (2015): “Providenciar espaços seguros em festivais é uma das formas mais fáceis para tornar as experiências intensas, de auto absorção, potencialmente perigosas, em oportunidades para um insight partilhado e para o crescimento pessoal”.

No Fórum Estadual de Redução de Danos de São Paulo um dos posicionamentos acerca da RD é sua complexidade e caráter não prescritivo, isto é, uma mesma ação ser compreendida, para dois sujeitos distintos, de forma completamente oposta. Uma mesma ação, portanto, pode ter um efeito redutor de danos para um e promotor de danos para outro; desta forma, a construção deve ser realizada de forma singular e em construção conjunta (GODOY e outros, 2014).

A especificidade de cada encontro está amparada, outrossim, pela concepção de setting. Em diversos momentos a presença de um amigo age como uma ancora protetora aos psiconautas (ou como promotora de bad trips). Os amigos podem facilitar que sejam apresentadas importantes informações para os redutores de danos, por exemplo, acerca das substâncias utilizadas, das quantidades, dos modos de uso, etc. Facilitam, igualmente, conhecimentos que podem ser cruciais acerca das dificuldades do psiconauta naquele momento.

Se o setting é um elemento essencial do uso de substâncias não é diferente no caso dos psicodélicos; na verdade, o setting – no que concerne aos psicodélicos – é um fator primordial como transformador da experiência. Não é o mesmo usar LSD em uma festa, em um consultório, amparado por profissionais competentes, ou em um ambiente estranho e restrito, com pessoas que não confia. O ambiente, por mais que possamos esquecer disso, relaciona-se de forma profunda com os elementos subjetivos dos usuários e farmacológicos da(s) substância(s) utilizada(s). O setting, com efeito, é mais que o cenário imediato no qual usamos uma substância. Ele carrega a própria história, a cultura e seus valores e até mesmo os complexos culturais ali presentes. Portanto, usar um psicodélico em um contexto proibicionista não é o mesmo, em princípio, que usar em uma sociedade no qual o mesmo é regulado. De acordo com Rodrigues e Beserra (2015, p.116-117):

A história do proibicionismo e sua política de “guerra às drogas”, consagrada em três grandes convenções internacionais – a Convenção Única sobre Entorpecentes, de 1961, a Convenção sobre Substâncias Psicotrópicas, de 1971, e a Convenção Contra o Tráfico Ilícito de Entorpecentes e Substâncias Psicotrópicas, de 1988 –, embora pretendesse se tornar a história da erradicação mundial de algumas drogas (RODRIGUES, 2012), da realização do sonho de uma sociedade abstinente de certas substâncias e da experiência que envolve a ingestão dessas substâncias, acabou se tornando a história de uma constante criação de settings negativos, favorecedores de bad trips e pesadelos, conforme exemplificamos adiante. Pois, se afirmamos que drogas pesadas são aquelas que não são o que parecem ser, sabemos que este não é o discurso hegemônico, por exemplo, na grande mídia, para a qual haverá sempre disponível uma droga mais sinistra, muito pesada, assustadora e perigosa em si mesma: demonizam-se certas drogas, sem levar em conta com seriedade como os danos são produzidos.

Ao refletir sobre o setting em seu relacionamento com a cultura e ambiente político-social, a inserção dos usuários em movimentos sociais, políticos e culturais que visem transformar a política de drogas atual ou a própria cultura podem ser compreendidos como ações de redução de riscos e danos. Alex Grey (2001) e Liliana Wahba (2008) observaram a necessidade de compensação de um excessivo materialismo e individualismo da cultura ocidental, indicando que os mesmos se mantêm como predominantes nesta cultura. Jung considerou, como um dos principais desafios do homem ocidental, o aprofundamento de si em oposição à massificação e indiferenciação (JUNG, 1957/1999). Isto é, quando os usuários adentram nestes grupos e movimentos, estão também promovendo o desenvolvimento cultural e das pessoas que compõe nossa sociedade. O aprofundamento em si, valorizado no psicodelismo, carrega este potencial. Diversos movimentos têm buscado o debate político, filosófico e sociocultural em torno dos psicodélicos. Um destes movimentos é a The Psychedelic Society que, iniciada na Inglaterra, hoje alcança diversos países como Irlanda, Estados Unidos e República Tcheca. A The Psychedelic Society preparou uma petição, por exemplo, para legalização dos cogumelos com psilocibina na Inglaterra; atualmente conta com uma campanha fantástica do orgulho psicodélico. Há um site a partir do qual temos uma ideia de algumas destas organizações que, fazendo ou não parte da The Psychedelic Society, buscam repensar os psicodélicos com seus diversos potenciais positivos: http://psychedelicsociety.global/. No Brasil há diversos movimentos de redução de danos que trabalham com substâncias psicodélicas há um tempo significativo. Atualmente, além disso, a Associação Psicodélica do Brasil (APB), um movimento que participo e participei da criação, também tem colocado como meta fundamental a luta pela regulação das substâncias psicodélicas. Desta forma, um de suas ações iniciais foi a criação das Alas Psicodélicas nas Marchas da Maconha, seguindo o movimento iniciado por Bruno Torturra e outros na Marcha da Maconha de São Paulo no ano de 2013. A partir de 2014 as Alas Psicodélicas apareceram na Marcha do Rio de Janeiro, com sequência em 2015. Em 2016 e 2017 já ocorreram movimentos em defesa dos psicodélicos e de sua regulação em diversas Marchas da Maconha do Brasil. A promoção de um setting antiproibicionista afeta diretamente o set do usuário e, portanto, é um redutor de danos.

Neste ponto encontramos mais um desafio ao redutor de danos que trabalham em festas. Katherine Maclean (2015), uma pesquisadora do uso terapêutico de psicodélicos no contexto clínico, publicou um texto no boletim do Multidisciplinary Association for Psychedelic Studies (MAPS) acerca de seus aprendizados trabalhando como redutora de danos: redução de danos, escreveu: “é sobre sentar em ambientes desconfortáveis e imprevisíveis com estranhos que, normalmente, tomaram grandes quantidades de substâncias desconhecidas”. De forma geral, os usuários conhecem melhor este contexto do que profissionais que trabalham no contexto clínico. Logo, mesmo os raros psicoterapeutas que trabalham com psicodélicos em pesquisa, podem aprender e muito acerca daquele contexto e do manejo daquele contexto com pessoas que já partilham dele há mais tempo. Pode-se lembrar que os psicoterapeutas com psicodélicos, também eles, passam por experiências psicodélicas em seus treinamentos, embora isso ainda hoje não seja plenamente reconhecido. E, nesta linha, eu diria que o redutor conhecer a experiência psicodélica em sua radicalidade, é condição essencial para estas ações.

Referências:

BUNING, E. Vinte e cinco anos de redução de danos: a experiência de Amsterdã. In: SILVEIRA, D. X. da et MOREIRA, F. (ORGS). Panorama atual de drogas e dependências. São Paulo: Atheneu. 2006.

FONSECA, 2005. Políticas de redução de danos ao uso de drogas: o contexto internacional e uma análise preliminar dos programas brasileiros. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2005.

GODOY, A.; RAMOS, B.; SANT´ANNA, M.; MARCONDES, R. (Orgs). Fórum estadual de redução de danos de São Paulo: construção, diálogo e intervenção política. 2014.

GROF, S. Além do cérebro: nascimento, morte e transcendência em psicoterapia. São Paulo: McGraw-Hill, 1987.

JORGE, M. S. B.; PINTO, M. D.; QUINDERÉ, P. H. D.; PINTO, A. G. A.; SOUSA, F. S. P.; CAVALCANTE, C. M. Promoção da Saúde Mental – Tecnologias do Cuidado: vínculo, acolhimento, co-responsabilização e autonomia. Ciência & Saúde Coletiva, 16(7):3051-3060, 2011.

JUNG, C. G. A psicologia do arquétipo da criança In: Os arquétipos e o inconsciente coletivo. Obras Completas, v. IX/1, Petrópolis: Vozes, 1940/2000. p. 151-180.

JUNG, C. G.; JAFFÉ, A. Memórias, sonhos e reflexões. Compilação e prefácio de Aniela Jaffé. 24ª edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1962/2005.

JUNG, C. G. A essência dos sonhos In: Natureza da psique. Obras Completas. v. VIII/2 – 6ª ed., Petrópolis: Vozes, 1945/2006.

JUNG, C. G. A psicologia da transferência In: Ab-reação, análise dos sonhos e transferência. Obras Completas, v. XVI/2 – 7ª ed. Petrópolis: Vozes, 1946/2011.

LEARY, T.; METZNER, R.; ALPERT, R. A experiência psicodélica: um manual baseado no livro tibetano dos mortos. 1964.

LEARY, T. Flashbacks: surfando no caos. São Paulo: Beca Produções Culturais, 1999.

RAMÔA, M. A desinstitucionalização da clínica na reforma psiquiátrica: um estudo sobre o projeto Caps ad. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

RODRIGUES, S. E.; BESERRA, F. R. Drogas pesadas em discussão no Primeiro Seminário sobre Psicodélicos do Rio de Janeiro. Argumentum, Vitória (ES), v. 7, n.1, p. 108-125, jan./jun. 2015.

Mais sobre redução de danos no Hempadão:

BESERRA, F. R. Redução de danos em contexto de festas. Portas da Percepção, Hempadão. 2016. Disponível em: <https://hempadao.com/reduo-de-danos-em-contexto-de-festas/>.

BESERRA, F. R. MDMA e redução de danos. Portas da Percepção, Hempadão. 2016. Disponível em: <https://hempadao.com/mdma-e-reducao-de-danos/>.

COLE, K. Trabalhando com uma crise psicodélica (parte 1). Tradução: Fernando Beserra. Portas da Percepção, Hempadão, 2012. Disponível em: <http://hempadao.blogspot.com.br/2012/12/como-trabalhar-com-experiencias.html>.

COLE, K. Variedade das crises psicodélicas. Tradução: Fernando Beserra. Portas da Percepção, Hempadão, 2013. Disponível em: <http://hempadao.blogspot.com.br/2013/01/variedades-das-crises-psiquedelicas.html>.

COLE, K. Trabalhando com uma crise psicodélica (parte 3). Tradução: Fernando Beserra. Portas da Percepção, Hempadão. 2013. Disponível em: <http://hempadao.blogspot.com.br/2013/01/trabalhando-com-uma-crise-psiquedelica.html>.

MCLEAN, K. Confie, deixe ir, esteja aberto: redução de danos de psicodélicos no deserto e além. Tradução: Fernando Beserra. Portas da Percepção, Hempadão, 2015. Disponível em: <https://hempadao.com/reducao-de-danos-com-psicodelicos-em-grandes-festivais/>.



66 respostas para “Usuário como protagonista da redução de danos (PARTE II)”

  1. Avatar web hosting disse:

    I loved as much as you will receive carried out right here.

    The sketch is tasteful, your authored subject matter stylish.
    nonetheless, you command get got an edginess over that you wish be delivering the following.
    unwell unquestionably come further formerly again as exactly the same nearly very
    often inside case you shield this increase.

  2. Avatar black mass disse:

    Excellent post. I was checking continuously this blog and I am impressed!
    Very useful info particularly the last part 🙂 I care for such information a lot.
    I was looking for this particular info for a very long time.

    Thank you and best of luck.

  3. Avatar black mass disse:

    Fantastic beat ! I wish to apprentice while you amend your site, how could i
    subscribe for a blog web site? The account aided me a acceptable deal.
    I had been tiny bit acquainted of this your broadcast offered
    bright clear idea

  4. bookmarked!!, I really like your site.

  5. Avatar cheap flights disse:

    Woah! I’m really loving the template/theme of this
    blog. It’s simple, yet effective. A lot of times it’s very difficult to get that
    “perfect balance” between usability and visual appearance.
    I must say that you’ve done a fantastic job with this.
    Additionally, the blog loads extremely fast for me on Safari.
    Outstanding Blog!

  6. It’s actually almost unattainable to see well-updated viewers on this theme, still you come across as like you fully understand which you’re raving about! With Thanks

  7. Faytech North America is a touch screen Manufacturer of both monitors and pcs. They specialize in the design, development, manufacturing and marketing of Capacitive touch screen, Resistive touch screen, Industrial touch screen, IP65 touch screen, touchscreen monitors and integrated touchscreen PCs. Contact them at http://www.faytech.us, 121 Varick Street, New York, NY 10013, +1 646 205 3214.

  8. Avatar osrs item db disse:

    Good blog you have got here.. It’s hard to find high-quality writing like yours these days. I honestly appreciate individuals like you! Take care!!

  9. Sapid Agency is a Search Engine Optimization company in New York City that provides SEO Services. Their proprietary SEO strategies help struggling websites and aspiring business owners to rank their websites higher in multiple search engines like Google , Yahoo and Bing. They provide local and gmb map ranking for businesses in NYC and many other local areas. Find more at https://www.sapidagency.com/ @ 145 E 57TH NEW YORK, NY 10022, USA, +1 971 341 5608 USA

  10. Wow, this paragraph is good, my sister is analyzing these kinds
    of things, therefore I am going to let know her.

  11. Avatar Best CBD Oil disse:

    I was very pleased to uncover this site. I need to to thank you for your time just for this fantastic read!! I definitely really liked every bit of it and I have you book marked to check out new things in your website.

  12. There are absolutely a great deal of information like that to consider. That is a great indicate raise. I supply the ideas above as general inspiration but clearly there are inquiries like the one you raise where the most essential thing will certainly be working in sincere good faith. I don?t recognize if ideal practices have emerged around points like that, but I make sure that your work is plainly determined as an up for grabs. Both kids and women really feel the impact of just a moment?s pleasure, for the rest of their lives.

  13. Avatar link disse:

    Heya here, just started to be conscious of your article through Bing and yahoo, and realized that it is truly educational. I will be grateful should you decide continue on this.

  14. I quite like reading through a post that will make people think. Also, thank you for allowing for me to comment.

  15. Howdy! I could have sworn I’ve visited your blog before but after looking at many of the posts I realized it’s new to me. Regardless, I’m certainly happy I came across it and I’ll be bookmarking it and checking back frequently.

  16. Avatar pmp online disse:

    I absolutely love your website.. Great colors & theme. Did you build this website yourself? Please reply back as I’m attempting to create my very own site and would love to know where you got this from or what the theme is named. Cheers.

  17. Excellent post. I certainly appreciate this website. Keep writing!

  18. Avatar acerbic disse:

    The very next time I read a blog, I hope that it does not disappoint me just as much as this particular one. After all, Yes, it was my choice to read, but I truly thought you would probably have something interesting to talk about. All I hear is a bunch of moaning about something you could possibly fix if you were not too busy looking for attention.

  19. Hi Dear, are you really visiting this web page
    daily, if so after that you will absolutely obtain pleasant
    experience.

  20. Avatar view website disse:

    Might be practically extremely difficult to find well-advised americans on this content, however you look like you are familiar with which you’re writing on! Bless You

  21. Greetings! Very useful advice in this particular
    article! It is the little changes which will make the
    biggest changes. Thanks for sharing!

  22. I like this web site so much, saved to favorites. “To hold a pen is to be at war.” by Francois Marie Arouet Voltaire.

  23. I’m more than happy to uncover this great site. I wanted to thank you for ones time for this particularly fantastic read!! I definitely enjoyed every little bit of it and I have you book marked to check out new information in your web site.

  24. I see something truly interesting about your website so I saved to my bookmarks .

  25. Hello, I do believe your web site could possibly be having web browser compatibility issues. Whenever I look at your blog in Safari, it looks fine however, if opening in IE, it’s got some overlapping issues. I merely wanted to give you a quick heads up! Besides that, excellent blog.

  26. Avatar cogethers disse:

    A motivating discussion is worth comment. I believe that you need to write more on this issue, it may not be a taboo subject but typically people do not speak about these topics. To the next! All the best.

  27. When I initially commented I seem to have clicked the -Notify me when new comments are added- checkbox and from now on every time a comment is added I get 4 emails with the same comment. Is there a way you can remove me from that service? Many thanks.

  28. I really love your blog.. Great colors & theme. Did you develop this site yourself? Please reply back as I’m looking to create my own personal blog and would like to learn where you got this from or just what the theme is called. Kudos.

  29. I conceive this web site contains some real great information for everyone. “A sense of share is not a bad moral compass.” by Colin.

  30. Only wanna remark that you have a very nice website , I the pattern it really stands out.

  31. Avatar free disse:

    Excellent blog you have here.. It’s hard to find high quality writing like yours nowadays. I truly appreciate people like you! Take care!!

  32. Avatar ufa888a disse:

    This site truly has all the information and facts I wanted about this subject and didn’t know who to ask.

  33. Some genuinely good posts on this site, appreciate it for contribution. “Give me the splendid silent sun with all his beams full-dazzling.” by Walt Whitman.

  34. Avatar sellefied disse:

    This page really has all of the information and facts I needed concerning this subject and didn’t know who to ask.

  35. Hi, I do believe this is a great web site. I stumbledupon it 😉 I may revisit yet again since i have bookmarked it. Money and freedom is the greatest way to change, may you be rich and continue to guide other people.

  36. Avatar fyers account disse:

    Greetings! Very helpful advice within this article! It’s the little changes which will make the largest changes. Thanks for sharing!

  37. Hello it’s me, I am also visiting this website on a regular basis, this
    web page is truly fastidious and the visitors are genuinely
    sharing fastidious thoughts.

  38. Faytech North America is a touch screen Manufacturer of both monitors and pcs. They specialize in the design, development, manufacturing and marketing of Capacitive touch screen, Resistive touch screen, Industrial touch screen, IP65 touch screen, touchscreen monitors and integrated touchscreen PCs. Contact them at http://www.faytech.us, 121 Varick Street, New York, NY 10013, +1 646 205 3214.

  39. Avatar g by disse:

    What’s up, yes this article is in fact nice and I have learned lot of things from it on the topic of blogging.
    thanks.

  40. Avatar You Can Print disse:

    Pretty! This has been an extremely wonderful article. Thanks for supplying this info.

  41. Creating unique articles could be simpler than most people think.

  42. I have to thank you for the efforts you have put in penning this blog. I am hoping to see the same high-grade blog posts from you later on as well. In truth, your creative writing abilities has inspired me to get my own site now 😉

  43. Faytech North America is a touch screen Manufacturer of both monitors and pcs. They specialize in the design, development, manufacturing and marketing of Capacitive touch screen, Resistive touch screen, Industrial touch screen, IP65 touch screen, touchscreen monitors and integrated touchscreen PCs. Contact them at http://www.faytech.us, 121 Varick Street, New York, NY 10013, +1 646 205 3214.

  44. Avatar g disse:

    Wow, this article is nice, my sister is analyzing these things,
    so I am going to tell her.

  45. There’s definately a lot to find out about this topic. I love all of the points you have made.

  46. Avatar g disse:

    I know this website gives quality depending posts and extra information, is there any other web site which provides such information in quality?

  47. Avatar atlassessions disse:

    I’m impressed, I must say. Seldom do I encounter a blog that’s equally educative and amusing, and without a doubt, you have hit the nail on the head. The issue is something not enough people are speaking intelligently about. Now i’m very happy that I found this during my hunt for something relating to this.

  48. Oh my goodness! Amazing article dude! Many thanks, However I am having difficulties with your RSS. I don’t understand why I can’t subscribe to it. Is there anyone else getting identical RSS issues? Anyone who knows the answer can you kindly respond? Thanx.

  49. Nice post. I learn something new and challenging on sites I stumbleupon every day. It will always be interesting to read through articles from other authors and practice a little something from other websites.

  50. I blog frequently and I truly appreciate your information. This great article has truly peaked my interest. I’m going to book mark your blog and keep checking for new information about once per week. I opted in for your RSS feed as well.

  51. Can I simply say what a comfort to discover somebody who genuinely knows what they’re talking about on the web. You actually know how to bring an issue to light and make it important. A lot more people must check this out and understand this side of the story. It’s surprising you aren’t more popular given that you certainly possess the gift.

  52. Next time I read a blog, I hope that it does not disappoint me just as much as this particular one. After all, I know it was my choice to read, but I really believed you’d have something useful to say. All I hear is a bunch of moaning about something you can fix if you were not too busy seeking attention.

  53. Right here is the perfect blog for anybody who wants to understand this topic. You understand a whole lot its almost hard to argue with you (not that I really would want to…HaHa). You definitely put a fresh spin on a topic that’s been discussed for ages. Wonderful stuff, just wonderful.

  54. Do you believe in your past life? Do you think is reincarnation real?

  55. Hello! I could have sworn I’ve been to this blog before but after looking at a few of the articles I realized it’s new to me. Nonetheless, I’m definitely pleased I discovered it and I’ll be book-marking it and checking back frequently.

  56. Greetings! Very helpful advice in this particular article! It is the little changes that produce the greatest changes. Thanks for sharing!

  57. Hey, what kind of anti-spam plugin do you use for your blog..:~;-

  58. In this grand pattern of things you’ll get an A just for hard work. Exactly where you confused me personally was first on your specifics. As people say, the devil is in the details… And that could not be more accurate here. Having said that, permit me say to you precisely what did deliver the results. Your text is actually highly engaging and that is probably why I am making an effort to comment. I do not make it a regular habit of doing that. Second, although I can easily see the leaps in reason you come up with, I am not convinced of exactly how you seem to connect your details which help to make the conclusion. For now I will yield to your position however wish in the foreseeable future you link your facts much better.

  59. Avatar Gerry Colop disse:

    I simply want to mention I’m new to blogging and site-building and actually loved your web site. Very likely I’m going to bookmark your website . You certainly have exceptional stories. Appreciate it for revealing your blog site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]