Home Notícias Ciência Usuários de microdoses de psicodélicos dizem ter melhor humor e foco

Usuários de microdoses de psicodélicos dizem ter melhor humor e foco

Pesquisadores da Universidade de Toronto Mississauga (Canadá) publicaram um estudo que detalha os possíveis benefícios e malefícios da microdose de substâncias LSD e psilocibina, o ingrediente principal do cogumelo mágico.

O trabalho foi publicado na revista Harm Reduction Journal, e concluiu que as pessoas que consomem doses bem pequenas de substâncias psicodélicas relaram melhora no humor e no foco, mas também têm preocupação com a ilegalidade de comprar e consumir essas substâncias e com o estigma atrelado a isso.

Fazer microdose significa ingerir regularmente doses muito pequenas de substâncias psicodélicas. Quem faz isso não chega a sentir nenhum efeito alucinógeno. Os 300 participantes da pesquisa responderam perguntas sobre o consumo das substâncias e sobre os efeitos sentidos.

Eles relataram melhora no humor e na criatividade, maior curiosidade e mais mente aberta.  Os resultados foram: melhor humor (27% dos participantes), melhor foco (15%), criatividade (13%) e autoconfiança (11%).

“Isso sugere que pesquisar a microdose como um tratamento farmacológico em potencial para depressão pode valer a pena. Microdose pode oferecer uma alternativa possível para os Inibidores Seletivos da Recaptação da Serotonina, que são ótimos, mas não funcionam para todos”, diz Thomas Anderson, um dos pesquisadores.

“Microdose não vai funcionar para todo mundo também, mas poderia ser uma alternativa possível para outros caminhos de tratamentos”, complementa ele.

Os maiores desafios associados à microdose são o desconforto físico e preocupações com a ilegalidade. O desconforto incluiu dores de cabeça, náusea e insônia, enquanto a ilegalidade era a maior preocupação para essas pessoas, que temem ser presas ou serem estigmatizadas. Elas também se preocupam com a procedência da substância e a composição.

É importante lembrar que este estudo apenas reflete os relatos dos participantes, e que não foram feitos exames de saúde ou outros experimentos comprovatórios. “Cientificamente falando, não sabemos se microdose faz alguma coisa. Em última instância, testes com placebo aleatório são necessários para testar a eficácia e segurança da microdose dos psicodélicos”, escrevem os autores.

Fonte: HypeScience // Medical Xpress

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Tá ruim pra malandro

Grande parte do cenário político mundial ainda é muito conturbado e totalmente desfavorável ao uso de Cannabis, seja pra qualquer finaldade que for. E...

Cofre high tech de maconha ganha prêmio apesar de censura

Além de ser a maior feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronics Show (CES) distribui premiações para inovações tecnológicas todos os anos. Os...

Em 2020, a Indústria legal de maconha vai desaguar no Mainstream

A indústria da cannabis legal já é uma realidade. Até pouco mais de um ano atrás, o pequeno Uruguai deixou de ser uma exceção...

Você pode fumar maconha enquanto toma antibiótico?

Sabemos que não devemos consumir álcool enquanto estamos tomando antibiótico. Mas e a maconha? Aqui está o que dizem especialistas no assunto. Algumas coisas não...

O que realmente mudou no mercado de drogas no Uruguai após a legalização da maconha?

Seis anos após a aprovação da lei que chamou a atenção internacional em dezembro de 2013, o país sul-americano apresenta resultados ambíguos sobre o...