“Todo o acesso (à cannabis medicinal) é via importação, o que é um completo absurdo”

Aspilão, Opinião

hempadao 23 maio, 2018

“O marco é de 2016, quando foram incluídos o THC e flores da Cannabis, que concentram os princípios ativos da planta. O mercado de maconha medicinal se abriu. Desde lá, a única carência são os produtos feitos no Brasil. Os pacientes já podem usar, os médicos já podem prescrever, mas ninguém, salvo raríssimas exceções judicializadas, pode produzir no país. Todo o acesso é via importação, o que é um completo absurdo.”

Fabrício Pamplona, ou Dr. Cannabis, neurocientista
matéria imperdível da TRIP



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]