Home Colunas Chapa2 Sem lógica, com nexo - e vice-versa!

Sem lógica, com nexo – e vice-versa!

Tudo é possível, nada é por acaso. O caminhar da humanidade através dos séculos não foge disso, pelo contrário

por S. M. Hermes

Sabe aquele possível século XXI previsto em diversas teorias elaboradas por nossos antepassados, com a humanidade liberta de trabalhos manuais, ligados a indústria, comércio e aquela coisa toda? Com cidades 100% funcionais, de fato pensadas e construídas para o bem-estar e desenvolvimento coletivo, em sintonia com a natureza, com meios de transporte ecológica e socialmente corretos, etc. e tal? Com certeza de algumas formas já chegamos lá, mas infelizmente, de várias outras ainda não estamos nem perto desse utópico e distante futuro.

“Por que, afinal de contas, o que é uma rua como Ellesmere Road? Exatamente uma prisão, com as suas celas postas em fileira. Apenas uma linha de câmaras de tortura semi-separadas, onde o podre diabo cinco-a-dez-libras-por-semana tirita e estremece — todos eles com os patrões a torce-lhes os rabos, esposas a cavalgá-los e crianças a chupar-lhes o vigor como sanguessugas.” – George Orwell, em Um Pouco de Ar, Por Favor! (1939).

O futuro a Deus pertence, oremos

Já faz algum tempo, quiçá um par de décadas, que é possível imprimir uma miscelânea de coisas em 3D, inclusive órgãos. Devido aos diversos interesses gerados pela ganância do lucro, a disponibilização das tecnologias pra grande massa se dá lentamente — logo, a estagnação social só é benéfica ao próprio Big Brother. Essa é uma das principais lógicas do sistema: mesmo existindo possibilidades melhores, antes é necessário extrair o máximo possível de tudo, como por exemplo, o caso dos combustíveis fósseis.

A industria agropecuária é outro exemplo. Conforme criar gado é algo extremamente lucrativo, quaisquer que sejam os prejuízos (principalmente ambientais) gerados por essa atividade serão ignorados, enquanto possível, independentemente de sua gravidade. Imaginem alguma geração futura, aprendendo a história dos seus antepassados que industrializaram a criação de animais pros mais inimagináveis fins. Essa realidade, onde a humanidade consuma apenas carnes não provenientes de abate animal, é algo tristemente distante. Uma pena.

Azar de principiante

Sei que não á primeira vez que falo isso: iniciar esse ciclo de plantio canábico tem sido peculiarmente penoso e complicado. Mesmo provido de uma bela gama de acessórios e apetrechos, como um timer, lâmpadas de vapor, cool tube, exaustor, climatizador, medidor de temperatura e umidade, uma tendinha de um metro e oitenta de altura por sessenta centímetros de largura, fertilizantes, substrato específico, entre outros — não tá rolando, não tem jeito de vingar uma plantinha. Mas segue o jogo, seguimos tentando. Hoje mesmo, coloquei mais algumas sementes pra germinar, e vamo que vamo.

“Parece-me por bem dizer a Vossa Alteza o quão perdida está essa terra e o quão atrasada, do muito amparada e bem guardada que estava em tempo de Tomé de Sousa, e tudo por causa de muitas demandas que nela há, causadas pela muita cobiça que aqui reina.” – Francisco Portocarrero, em A Coroa, A Cruz e A Espada (2006), do Eduardo Bueno.

Fontes:
https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/03/20/carne-artificial-os-cientistas-britanicos-que-estao-criando-bacon-em-laboratorio.ghtml

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

Atriz de ‘Game of Thrones” mostra caneta de maconha em vídeo ao vivo

Sophie Turner fazia uma live de boa, arrumando o cabelo, quando percebeu que seu objeto paloso estava em cena! A atriz Sophie Turner, de 23...

A Origem: de onde vem a Cannabis?

Cientistas encontram os indícios mais longínquos do local que deve ser considerado a origem da planta da cannabis Sempre se desconfiou que a maconha tenha...

“Se der um bong ao urso”, um livro (quase) infantil para adultos!

 “If you give a bear a bong” é inspirado em tradicionais livros infantis, mas é feito para adultos  As coisas na gringa estão sempre mais...

Estados Unidos tentam conter comércio de brindes de maconha

Lei permite transferir mas não vender droga, que é negociada junto com itens superfaturados Trinta minutos depois de eu ter feito a compra pela internet,...

Alexandre Garcia analisa decisão do STF sobre Sementes e lei de Drogas

O que fazer quando nossos formadores de opinião não sabem bem o que estão opinando? Acredito até que o Alexandre Garcia esteja do nosso lado...