Home Notícias Ciência Remédio à base de maconha ajuda no tratamento de pets

Remédio à base de maconha ajuda no tratamento de pets

Remédio à base de maconha tem como matéria-prima o canabidiol

Na semana passada a Anvisa divulgou que a demanda pela importação de remédios com canabidiol (CDB) – substância presente na Cannabis sativa, planta utilizada na produção damaconha – aumentou 700% desde 2015. O movimento aconteceu pela comprovação da eficácia do tratamento em doenças crônicas como autismo e Alzheimer.

Fonte: O Documento

O que ainda não é muito divulgado é que  animais de estimação também podem ser beneficiados pelo  canabidiol . De acordo com Flávio Pigatto, sócio fundador da DrogaVET, medicamentos com a substância podem trazer “Excelentes resultados para pets em tratamentos neurológicos , imunológicos, dermatológicos e oftalmológicos, além de benefícios na aplicação de patologias ortopédicas e no controle dos efeitos colaterais da quimioterapia”.

cachorro tomando remédio
Os remédios à base de maconha com canabiol podem melhorar a qualidade de vida dos pets

Espanha, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Holanda são exemplos de países que já usam medicamentos que têm o CDB como matéria-prima e registram casos de sucesso em tratamentos de pets. No Brasil, porém, ainda é algo muito novo e que gera dúvidas.

Leia Também:  Cachorro triste que viralizou na internet finalmente encontra uma família

“Os profissionais e consumidores precisam saber que os estudos científicos comprovaram que o CBD não gera qualquer dependência química ou psíquica. Ele não pode ser confundido com o THC, que é a substância entorpecente encontrada também na Cannabis sativa.  Além disso, o debate do assunto entre os médicos veterinários e farmacêuticos é importante para que tomem contato com suas diversas aplicabilidades, os relatos de tratamentos e seus resultados para aumentar o acesso”, afirma Flávio.

Tanto é que este mês, no dia 17, acontecerá o Congresso Internacional Veterinário em Curitiba, onde o principal tema será o uso do canabidiol nos tratamentos de pets.

Para Flávio isso pode ser o começo de uma revolução na medicina veterinária. “É algo muito impactante, pois estamos diante de uma substância inovadora cujos estudos têm evoluído muito e os resultados práticos têm sido excelentes, permitindo ao médico veterinário orientar tratamentos eficazes e com entrega de mais saúde e bem-estar aos animais.”

Desde 2015 o canabidiol é classificado pela Anvisa como um medicamento não psicoativo e legalizado. Hoje a dificuldade de importar o remédio à base de maconha se dá pela burocracia, mas Flávio acredita que a tendência é que o acesso seja facilitado em breve devido a grande demanda.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Fabricação e venda de derivados da cannabis entram em vigor no país

Entra em vigor hoje a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, importação e comercialização de produtos derivados da...

“Maconha é coisa de velho”, diz Fernando Henrique Cardoso

No Brasil só não enxerga o que acontece quem não quer. A maconha ou as drogas mais pesadas não estão apenas na favela, mas...

Alerj aprova pesquisa e cultivo da maconha medicinal no Rio

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou a realização de pesquisa e cultivo científico da maconha por associações de pacientes. A votação,...

10 universidades pelo mundo que oferecem cursos focados em maconha

A maconha medicinal vem ganhando espaço em diversos lugares do mundo. De olho nisso, algumas universidades estão buscando capacitar seus estudantes para trabalhar no...

Se eu quiser fumar, eu fumo

Dizem por aí que coisa alguma acontece por acaso. Aliás, que o próprio acaso é algo irreal — mesmo que nós ainda não sejamos...