Home Colunas Clipadão Remédio feito de maconha é autorizado pela primeira vez nos EUA

Remédio feito de maconha é autorizado pela primeira vez nos EUA

Em decisão inédita, os Estados Unidos aprovaram nesta semana o registro do primeiro remédio feito de  maconha. A empresa de biotecnologia britânica GW Pharmaceuticals será a primeira autorizada a comercializar a medicação. Chamado Epidiolex, o remédio é destinado para o tratamento de epilepsia infantil grave.

Fonte: Catraca Livre

O remédio é essencialmente um xarope que contém canabidiol, ou CBD – uma substância existente na folha da maconha. O Epidiolex entrou na reta final dos testes clínicos há dois anos, para demonstrar sua efetividade. A previsão é que comece a ser comercializado no final desse ano. Na Europa deve ser autorizá-lo no ano que vem.

“Esta aprovação serve como um lembrete de que programas corretos para avaliarem adequadamente os ingredientes ativos contidos na maconha podem levar a importantes terapias médicas”, disse Scott Gottlieb, da agência americana reguladora de medicamentos, a Food and Drug Administration.

Atualmente, alguns países comercializam o canabidiol (CBD) para o tratamento de crianças com epilepsia.  Em 2015, a Anvisa retirou o CBD da lista de substâncias ilegais, passando para a lista de substâncias controladas. Isso significa a exigência de receita e laudo médico para que a medicação entre no país. Veja aqui as orientações para solicitar a importação do canabidiol.

Nos EUA, já era possível encontrar o princípio CBD  à venda em sites, embora ainda ilegal. O valor do medicamento liberado ainda não foi divulgado.

Uso medicinal do canabidiol contra epilepsia

Ao contrário do que muitos podem pensar quando o assunto é maconha, o CBD não possui nenhum efeito alucinógeno, nem causa dependência. Seus efeitos medicinais são comprovados cientificamente desde a década de 80 e incluem analgesia, diminuição de náuseas e alívio de estresse pós-traumático.

Para citar apenas um estudo sobre o tratamento com o canabidiol, a Escola Paulista de Medicina avaliou seu efeito em 15 indivíduos com diagnóstico de epilepsia. Durante 4 meses, 8 destes pacientes receberam 200 a 300 mg de cannabidiol e os outros receberam placebo.

Quatro dos indivíduos que receberam cannabidiol ficaram livres de crises, 3 melhoraram e em 1 a substância não modificou as crises epilépticas. Os 7 indivíduos que receberam placebo ficaram com suas crises inalteradas.

Outras pesquisas também já observaram efeitos positivos relevantes em pacientes com autismo, esclerose múltipla, dores neuropáticas, câncer, epilepsia e mal de Parkinson.

A epilepsia é uma doença cerebral crônica associada com perturbação da função do cérebro caracterizada pela recorrência de crises epilépticas. Ainda não há cura para a doença, mas é possível controlar as crises convulsivas.

Para saber mais sobre a doença, acesse o site da Associação Brasileira de Epilesia. O programa tem como estratégia fornecer informações às redes de ensino tanto sobre o eixo clínico da doença, quanto psicossocial.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

‘Guerra às drogas’ de Witzel tem ‘altos níveis de violência’ e ‘violações de direitos humanos’, diz Anistia

Relatório divulgado nesta quinta-feira (27) afirma que 2019 foi marcado por retrocessos no Brasil. Governo do RJ afirma que número de homicídios caiu. O relatório...

Folião fantasiado de ‘PM da maconha’ é detido em Salvador

Entre tantas fantasias e tantos foliões, um não passou despercebido por policiais militares que faziam a segurança do Furdunço, no pré-Carnaval de Salvador, neste...

Carl Sagan escreveu ensaios chapado de maconha e dizia que a erva lhe dava ‘inteligência e sabedoria’

Cientista, físico, biólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor, divulgador científico e ativista. O norte americano Carl Sagan foi sem dúvida uma das mentes mais brilhantes que o...

Idosos tratam Alzheimer com maconha; eficácia divide opinião de médicos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou uma proposta para simplificar a importação de produtos à base de canabidiol, composto derivado da maconha,...

Maconha é tema da série High Maintenance, da HBO

A série americana High Maintenance, da HBO, parte de um principio polêmico - mas muito interessante. É um show que simplesmente assume que todo mundo fuma...