Home Colunas Hemportagem Quando a ONU vai defender o fim da guerra às drogas?

Quando a ONU vai defender o fim da guerra às drogas?

A ONU tem enorme responsabilidade e culpa pela manutenção da proibição das drogas em boa parte do planeta. Afinal, foi pelas Nações Unidas que foi articulado, na década de 60, os tratados internacionais que impedem o avanço da legalização até hoje.

Felizmente o órgão conta com vozes de resistência contra o proibicionismo. Alicia Barcena, mexicana que comanda a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), declarou durante um fórum sobre a América Latina que nosso continente será muito beneficiado com a legalização.

“Serei muito provocadora. A legalização das drogas seria boa para quem? A América Latina e o Caribe, pelo amor de Deus. Porque a ilegalidade é o que está matando as pessoas. É hora de cogitar seriamente legalizar as drogas,” declarou.

Quem acompanha o noticiário e conhece a história da guerra às drogas na América Latina sabe o desatre que o proibicionismo representa. Mortes, opressão de comunidades, corrupção de agentes públicos e drogas de péssima qualidade são efeitos direitos desta política insana.

Se a ONU se preocupa de verdade com a paz mundial a defesa da legalização deve ser tratada como pauta prioritária em todos os cantos deste sofrido planeta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

O Assunto #16: Maconha medicinal – quem é beneficiado e quem pode cultivar no Brasil?

Renata Lo Prete conversa com André Resende, do G1 Paraíba, que visitou a única associação do Brasil que tem autorização para cultivar a planta....

Realidade Canábica

Na verdade, são algumas realidades. E, conforme o tempo passa, o uso da popular maconha vem sendo desmistificado, mesmo que lentamente. Mas ainda assim,...

Doença ligada a cigarros eletrônicos já matou seis pessoas nos EUA

O primeiro relato da doença misteriosa surgiu em abril, no Estado de Illinois; logo, médicos de todo o país começaram a descrever pacientes com...

I Seminário de Fortaleza sobre uso terapêutico da cannabis ocorre na próxima terça-feira, 17

Desde 2015 o número de pacientes cadastrados para a importação do canabidiol triplicou no Brasil. O I Seminário de Fortaleza sobre uso terapêutico e legislação...

Ministro da Saúde não se opõe à liberação do canabidiol no Brasil

Mandetta afirma que não se opõe a projeto que esvazia funções da Anvisa na liberação de medicamentos O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou, nesta...