Home Notícias Ciência Por que algumas pessoas ficam paranoicas quando fumam maconha?

Por que algumas pessoas ficam paranoicas quando fumam maconha?

Amaconha pode afetar pessoas de maneiras totalmente diferentes: enquanto algumas relatam uma sensação de alegria, outras se sentem paranoicas e ansiosas. O motivo para isso não está claro, mas uma pesquisa publicada na Scientific Reports pode ajudar a explicar essas diferença.

Fonte: Galileu

Realizado com ratos de laboratório, o estudo analisou uma região-alvo no cérebro de ratos que “parece controlar de forma independente as propriedades compensadoras e viciantes da maconha contra os efeitos colaterais psiquiátricos negativos associados ao seu uso”, escreveu Steven Laviolette, professor da Escola Schulich de Medicina e Odontologia da Western, em um comunicado.

O cérebro inteiro contém receptores para o tetraidrocanabinol (THC) — o componente psicoativo da maconha — mas é necessário entender exatamente onde o químico interage  para saber como a pessoa se sentirá. Pesquisadores inseriram THC em ratos e registraram suas respostas comportamentais e elétricas em uma parte do cérebro conhecida como núcleo accumbens, região complexa responsável pelo “comportamento de recompensa”, ou seja, boas sensações.

Quando o THC responde à parte frontal desta região do cérebro, produz efeitos altamente recompensadores e aumenta a dependência. No entanto, quando o THC interage na área posterior do núcleo accumbens, os sintomas são os opostos e semelhantes à esquizofrenia.

Cannabis; maconha (Foto: Flickr/Martijn/Creative Commons)Apesar de o estudo ter sido feito apenas em ratos, os pesquisadores observam que isso poderia ajudar a explicar como e por que certas pessoas respondem de maneira diferente aos efeitos da maconha. “Essas descobertas são importantes porque sugerem que algumas pessoas têm uma experiência muito positiva com a maconha, enquanto outras têm uma experiência muito negativa”, disse outro autor do estudo, Christopher Norris. “Nossos dados indicam que, como a recompensa e a aversão são produzidas por áreas anatomicamente distintas, os diferentes efeitos entre os indivíduos provavelmente se devem à variação genética que leva à sensibilidade diferencial de cada área.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Dia Mundial do Alzheimer: tratamento com Cannabis Medicinal tem se mostrado eficaz para cuidados paliativos da doença

Apesar de ser uma doença sem cura, é possível diminuir o sofrimento do paciente e de seus familiares INDEOV, empresa brasileira especializada no acesso à...

Maconha sem Tabus: Vem aí 2º gibi do CannabiComix!

Ainda dá tempo de garantir sua cota no financiamento coletivo do lançamento do gibi "Maconha sem Tabus" Gibi é uma palavra que estreou no Brasil...

CDH deve decidir sobre maconha medicinal na próxima quinta

Com grande comparecimento de senadores, a expectativa era de análise do relatório sobre a sugestão, mas a elaboração de um novo relatório e um...

Alta Sacerdotisa: A arte de viajar entre Flores e Pedras

Cristais vem do coração da Terra, levam milhares de anos para se formar e, com isso, carregam mensagens e energias oriundas dos elementos naturais Esses...

Encontro com Fátima ganha elogios ao abordar maconha medicinal: “Chorando”

O Encontro com Fátima Bernardes abordou hoje, no começo do programa, o tema da maconha medicinal. A apresentadora trouxe para o palco o empresário...