Polícia (racista) de Nova York muda forma de reprimir maconheiros

Hemportagem

hempadao 23 maio, 2018

Nova York ainda não faz parte do mapa da maconha legalizada nos Estados Unidos, mas felizmente algumas coisas estão mudando por lá. Esta semana o prefeito Bill De Blasio anunciou, em uma entrevista ao NY 1, que instruirá o Departamento de polícia da cidade a parar de prender pessoas que usam maconha em público.

Calma! Não se trata de um sinal verde para o fumacê da galera. Agora, os maconheiros da cidade que forem flagrados pela polícia vão ser intimados a se apresentar perante um juiz e não serão levados até a delegacia.

Por trás desta mudança na repressão existe uma resposta da prefeitura a uma estatística, revelada pelo jornal New York Times, sobre o racismo escancarado da polícia na hora de reprimir usuários de drogas.

A taxa de prisão por posse de maconha entre negros nova-iorquinos é oito vezes superior à prisão de brancos. Já a prisão de latinos e hispânicos é cinco vezes maior que a de brancos.

Importante lembrar que o prefeito Bill De Blasio é um velho opositor das propostas de legalização da maconha.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]