Home Colunas Portas da Percepção Plantas Sagradas em Perspectiva

Plantas Sagradas em Perspectiva

por Fernando Beserra .:.

Entre os dias 09 e 11 de agosto de 2016 ocorreram, no Instituto de Estudos da Linguagem, na UNICAMP, as Jornadas Plantas Sagradas em Perspectiva. O evento, que contou com grande parte dos palestrantes do campo das ciências humanas e sociais, em especial da antropologia, abordou o uso ritual, terapêutico e contemporâneo de diversas plantas e substâncias sagradas. Dito em outra linguagem, o evento reuniu pesquisadores do campo dos estudos psicodélicos e enteogênicos, ao longo de 03 incríveis dias.

O evento teve um nível excepcional de debate e esteve, durante toda sua programação, com o auditório absolutamente lotado. Não é fácil encontrarmos, no Brasil, eventos sobre este tema, em especial do tamanho e importância das Jornadas. O evento foi gravado e será disponibilizado, por conseguinte, os interessados no tema devem ficar atentos à página do evento no facebook e ao site do evento: http://plantas-sagradas.net/. Cabe ressaltar o trabalho árduo dos organizadores: Beatriz Labate, Luis Fernando Tófoli, Sandra Goulart e Paulo Sérgio de Vasconcellos, que nos brindaram com este evento.

É evidente que, no cenário contemporâneo brasileiro, seria esperado que este evento tivesse a ayahuasca e seus usos religiosos como centro. O mais fantástico, na minha opinião, é que durante os três dias tive a oportunidade de escutar, além do importante debate sobre a ayahuasca, falas sobre temas tão importantes como a regulação do uso religioso do peiote; ibogaina e psicoterapia; usos terapêuticos de psicodélicos; contracultura psicodélica; história da cultura cannabica no Brasil (incluindo o debate sobre a regulação dos usos medicinais); usos tradicionais do rapé, do tabaco, do caxiri; usos terapêuticos da ayahuasca; dentre outros temas que brindaram os ouvintes. Eu também tive a oportunidade e alegria de falar neste evento, mais especificamente sobre os usos contemporâneos do badoh negro, isto é, das sementes da planta Ipomoea violácea. Para quem está acostumado a coluna Portas da Percepção, sabe que em 2016 ocorreu uma sequência de 3 textos aqui na coluna acerca deste tema e que tenho uma monografia de especialização escrita sobre este tema disponível, gratuitamente, no site do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (NEIP – http://neip.info). Já aqui no Hempadão, na coluna do alto do site vocês encontram: “Colunas” e lá o Portas da Percepção. Lá podem acessar os textos aqui na coluna escritos após a mudança do site para este domínio.

Só resta, neste momento, esperarmos o contagio destes debates no Brasil e que tenhamos outros eventos para que continuemos a avançar no debate. Em um contexto político obscuro, que se encontra manifesto no Brasil atual, não se pode temer os infortúnios. O Brasil já conseguiu uma regulação incrível da ayahuasca e pode dar passos ainda maiores se não recuarmos em nossos debates. Momentos de crise podem conduzir a retrocessos, mas também produzir uma força radical de enfrentamento que nos permita ir até mesmo além da onde havíamos parado. Mas para que isso ocorra é preciso que continuemos trocando informações e afetos, histórias de vida, de resistência e de amor à transformação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Comissão deve debater amanhã uso de medicamentos de maconha

Uso medicinal dos princípios da maconha estão sendo analisados em comissão especial O acesso a medicamentos que contenham canabinoides é o tema de audiência pública...

Cacife Clandestino – Rap Game | Pt. Xamã e BK

"Enrola essa blunt, boa espécie no recheio", clipe novo do Cacife Clandestino Mais uma canção do álbum "Conteúdo Explícito", do Cacife Clandestino, ganhou clipe. Dessa...

Legalização da maconha pode levar ao aumento do uso por jovens, diz estudo

Números mostram que, nos EUA, dependência entre adolescentes aumentou de 2,18% para 2,72% após a liberação da droga A legalização da maconha pode levar ao...

Fundador do Cirque du Soleil detido por cultivar maconha

Justiça da Polinésia, onde ele tem um atol particular, procura determinar se a droga está destinada ou não ao tráfico O fundador do Cirque du Soleil,...

“Cannabis é feminina”, diz empresária Viviane Sedola

"Se você tem uma cólica que derruba por dois dias, provavelmente já testou tudo que está na farmácia. O que existe no mercado tradicional...