Home Blog Osmar Terra defende realização de plebiscito sobre legalização da maconha

Osmar Terra defende realização de plebiscito sobre legalização da maconha

Ministro da Cidadania diz que sociedade “tem de ser ouvida”

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, defendeu neste sábado (7), em Porto Alegre, a realização de um plebiscito sobre a legalização da maconha no Brasil. Segundo ele, há um “lobby poderoso” por parte de juízes para liberar o consumo da droga.

— A sociedade tem de ser ouvida, é a sociedade que está sofrendo com isso. Não é um filósofo que influenciou a decisão de um juiz ou de um advogado que vai definir o que a população brasileira vai ter que passar — disse Terra, após discursar na inauguração de um centro terapêutico para atender dependentes químicos na Capital.

Durante o pronunciamento, o ministro afirmou que a pressão econômica para a liberação é “muito grande” e que a única maneira de enfrenta-la seria com “a população respondendo”:

— Qualquer pesquisa dá 80% da população contra a liberação, porque não tem uma família que não tenha um problema (com maconha) ou não conheça alguém que tenha.

Na última terça-feira (3), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) definiu a regulamentação da venda de remédios à base de maconha. No dia seguinte, em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, Terra afirmou que a maior causa de acidentes de trânsito com morte em Porto Alegre é a maconha, em vez do álcool, citando um estudo do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Depois, o ministro foi desmentido pelo líder do estudo, o psiquiatra e diretor do Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas do HCPA, Flavio Pechansky.

Neste sábado, Terra frisou que foi induzido ao erro pela pesquisa, que teria um erro de digitação no campo da porcentagem:

— O erro foi do autor da pesquisa. Ele digitou errado e deixou 10 anos uma pesquisa com dados errados, sem dar uma errata. Eu citei a pesquisa, acreditei na pesquisa dele. O erro não foi meu, eu só li a pesquisa.

Em entrevista a GaúchaZH na quinta-feira (5), o autor reconheceu que há um erro de digitação em um artigo que divulga pesquisa coordenada por ele — mas trata-se de um estudo sobre acidentes sem morte, e não acidentes com vítimas fatais.

No mesmo evento, neste sábado, o ministro confirmou que o governo estuda mudanças no programa Bolsa Família, benefício voltado a pessoas de baixa renda. A ideia, segundo Terra, seria juntar o projeto a programas de auxílio à primeira infância e de capacitação técnica:

— O presidente (Jair) Bolsonaro nos orientou que o programa tem que ser mantido na transferência de renda, mas tem que ajudar as pessoas a saírem da pobreza, mas não só dando o peixe, tem que ensinar a pescar.

Terra também disse que o governo federal pretende ampliar a oferta de vagas para atender a dependentes químicos de 11 mil para 20 mil em todo o país.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Porque a Maconha é proibida só para os Pobres?

A proibição agrava desigualdades sociais e trata pior as minorias raciais. E a legalização pode não resolver esses problemas: ou até agravá-los. Será diferente...

Tá ruim pra malandro

Grande parte do cenário político mundial ainda é muito conturbado e totalmente desfavorável ao uso de Cannabis, seja pra qualquer finaldade que for. E...

Cofre high tech de maconha ganha prêmio apesar de censura

Além de ser a maior feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronics Show (CES) distribui premiações para inovações tecnológicas todos os anos. Os...

Em 2020, a Indústria legal de maconha vai desaguar no Mainstream

A indústria da cannabis legal já é uma realidade. Até pouco mais de um ano atrás, o pequeno Uruguai deixou de ser uma exceção...

Você pode fumar maconha enquanto toma antibiótico?

Sabemos que não devemos consumir álcool enquanto estamos tomando antibiótico. Mas e a maconha? Aqui está o que dizem especialistas no assunto. Algumas coisas não...