Home Colunas WeedNews Organização Mundial da Saúde reconhece erro na proibição da maconha

Organização Mundial da Saúde reconhece erro na proibição da maconha

A proibição das drogas, na forma como conhecemos hoje, foi consolidada em convenções da ONU realizada na década de 60 do século passado. Quase 80 anos depois, a Organização Mundial da Saúde (OMS), vinculada a ONU, finalmente dá os primeiros passos para reconhecer o erro que foi criminalizar a maconha ignorando os benefícios medicinais da planta.

Na semana passada um grupo de especialistas da OMS recomendou a retirada da maconha da Schedule IV, lista destinada a substâncias particularmente nocivas e com pouco uso medicinal. De acordo com a revista Forbes, o documento ainda não foi oficialmente formalizado, mas já está circulando entre os defensores da proposta.

Será recomendado que a maconha seus canabinoides sejam listados na Schedule I, onde se enquadram substâncias menos danosas e com propriedades curativas ou medicinais. No caso específico do canabidiol (CBD) que contiver menos de 0,2% de THC será recomendado que o mesmo fique fora das restrições do tratado internacional.

“O posicionamento da maconha no tratado de 1961, sem evidências científicas, foi uma terrível injustiça. Hoje, a OMS tem a oportunidade de corrigir um erro. Espero que a política não atrapalhe a ciência”, afirmou Michael Krawitz, veterano da Força Aérea dos Estados Unidos e defensor da legalização da maconha.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos Posts

Menina de 13 anos cria empresa que vende óleo de maconha para crianças doentes

A inspiração para o negócio veio de uma experiência pessoal: Rylie Maedle tem câncer nos ossos e começou a usar a cannabis para fins...

O que o mundo corporativo pensa sobre a maconha medicinal no Brasil?

O que um evento na Vila Olímpia, com jazz e executivos de trajes sociais, significa para o futuro desse debate O evento aconteceu semana passada...

Bruna Marquezine surge nua e fumando maconha em sua estreia no cinema

A atriz da Globo sentiu-se à vontade com sua estreia como protagonista no cinema, que teve direito a cenas polêmicas e objetificação de seu...

Anvisa conclui consulta pública sobre plantio de maconha medicinal com 554 contribuições

A agência esclarece que não precisa do aval do governo ou Congresso para regulamentar o cultivo de 'Cannabis sativa' para fins medicinais e científicos....

Campanha pró-cannabis medicinal gera atrito entre empresas e ativistas

Lançada na semana passada por importadores, iniciativa em defesa do CBD prejudica o debate regulatório, dizem defensores da legalização Às vésperas do encerramento das duas...