Novo governo mexicano quer legalizar a maconha

WeedNews

hempadao 12 novembro, 2018

Se no Brasil de Bolsonaro a política de drogas aponta para o caminho do manicômio, o governo mexicano de Andrés Manuel López Obrador apresentou, na última na quinta-feira (8), um projeto de lei no Senado que regulamenta a produção, a venda e o consumo de maconha no país.

O projeto foi apresentado poucos dias após a Suprema Cote do país decidir que qualquer cidadão que solicite uma permissão ao governo federal poderá consumir recreativamente maconha. Com esta proposta apresentada pelo governo, a legalização ganha algumas regras.

O projeto estabelece que os adultos podem portar até 30 gramas de maconha. Para o cultivo caseiro o limite é de até 20 plantas, com limite de colheita limitado à 480 gramas por ano.

Também será permitida a formação de cooperativas de usuários com até 150 membros. O limite de produção de ganja pela cooperativa será proporcional ao número de maconheiros cooperativados. Cada um poderá receber até 480 gramas de maconha por ano. Além disso, está prevista a autorização para uso industrial e terapêutico.

Ainda falta definir critérios para emissão de autorização para o cultivo destinado a venda e a possibilidade de reversão das penas dos cidadãos que respondem pelo crime de porte de maconha.

Muita coisa pode mudar ao longo da tramitação da proposta pelo parlamento mexicano, mas a proibição da erva na terra da Chapolin Colorado está com os dias contatos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]