“Não existiria Bossa Nova sem maconha”, afirma Gilberto Gil

Música

hempadao 1 setembro, 2019

“Aquela suavidade no João Gilberto, aquela intensidade moderada do Bob Marley; em tudo isso, sem dúvida nenhuma, a maconha teve papel enorme”, disse o artista

Durante participação no projeto “Cria”, no Rio de Janeiro, Gilberto Gil falou a respeito da importância da maconha para a produção musical, de acordo com o blog do Ancelmo Gois, em O Globo.

Fonte: Revista Fórum

“A maconha tem uma coisa, ela clica uma coisa na interioridade, na consciência verbal que, ao menos pra mim, tinha isso de ensejar passeios mais tranquilos pelo campo da música, da melodia, do ritmo”, declarou o músico.

Segundo o artista, “aquela suavidade no João Gilberto, aquela intensidade moderada do Bob Marley; em tudo isso, sem dúvida nenhuma, a maconha teve papel enorme. Não existiria a Bossa Nova sem a maconha”.

O projeto “Cria” é o nome do encontro mensal em que Leonardo Lichote, jornalista especializado em música do jornal O Globo, conversa com artistas sobre o ato de criar.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]