Na ONU, Colômbia cultivo de maconha para uso medicinal

Cultivo, Hemportagem

hempadao 14 março, 2018

Com Osmar Terra na linha de frente, a política de drogas brasileira pegou a estrada rumo ao retrocesso. Paralelo a isso, o movimento do governo colombiano durante um seminário realizado na ONU é digno de deixar o maconheiro brasileiro com inveja.

O governo Colombiano defendeu o desenvolvimento de cultivos de maconha destinado ao uso medicinal, alegando que a medida representa uma oportunidade social e econômica para o país sul-americano.

O ministro de Justiça da Colômbia, Enrique Gil Botero, destacou o impacto social que o cultivo canábico pode proporcionar. “É uma oportunidade econômica para os camponeses cultivadores de maconha que estão transitando desde o mundo da ilegalidade ao mundo do legal”, afirmou o ministro.

Gil Botero também citou o momento do histórico do acordo de paz do governo colombiano com FARC, e importância de superar o espectro de ilegalidade que tomou conta do ciclo de cultivo e distribuição de maconha.

“Este novo mercado abre possibilidades para a Colômbia sobretudo neste momento no qual a transição à paz nos demanda políticas inovadoras de desenvolvimento para atender as necessidades de populações e territórios vulneráveis”, declarou Botero.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]