Mais uma família brasileira plantando maconha em casa

Hemportagem

hempadao 9 agosto, 2018

Mais uma vez a justiça garantiu, para uma família brasileira, o direito de cultivar maconha em casa. A decisão foi em benefício de uma criança paranaense de 10 anos que sofre de crises convulsivas e, encontrou na cannabis, um alívio para a enfermidade.

A família descobriu pela mídia, acompanhado a repercussão de outros casos, que as crises de epilepsia podem reduzir de forma significativa com o tratamento canábico. O habeas corpus permite, sob prescrição médica, a importação de sementes suficientes para a produção caseira de 16 plantas.

“Ele era uma criança aparentemente normal até começar a convulsionar. Na primeira vez, achamos até que ele tinha morrido engasgado com leite, porque ele ficou sem pulso e nós nunca tínhamos visto aquilo. Ficamos desesperados”, contou, em entrevista a RPC, um familiar que preferiu não se identificar.

Os advogados André Feiges e Mariana German, de Curitiba, foram os responsáveis por impetrar o habeas corpus.

“A decisão reconhece o direito de acesso à Cannabis medicinal, que pode ser cultivada de forma caseira, demonstrando a necessidade de mudança da legislação para que o exercício deste direito não dependa de processo judicial”, comentou Feiges.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]