Home Cultura Cinema Maconha é tema da série High Maintenance, da HBO

Maconha é tema da série High Maintenance, da HBO

A série americana High Maintenance, da HBO, parte de um principio polêmico – mas muito interessante. É um show que simplesmente assume que todo mundo fuma maconha. Acredite ou não, concorde com isso ou não, a planta está ficando cada vez mais acessível para a sociedade. Nos Estados Unidos então – nem se fala. Algumas pesquisas recentes dizem que mais da metade dos americanos acima de 18 anos já experimentou alguma vez na vida a cannabis sativa.

Fonte: UOL

E com 33 estados Americanos permitindo o uso médico, e 10 estados, mais o distrito federal, liberando o uso recreacional, High Maintenance é uma série bastante contemporânea. É ficção, mas com dois pezinhos na realidade. High Maintenance que traduzido literalmente significa Alta Manutenção, apresenta episódios que tem poucas coisas em comum entre si. Mas, basicamente, nós seguimos um barbudo simpático, conhecido somente como “O Cara” enquanto ele anda de bike por Nova Iorque entregando pacotinhos de maconha para os mais variados clientes.

Não deixe a nuvem de fumaça te enganar: a série é menos sobre maconha, e muito mais sobre o que essas pequenas transações clandestinas revelam sobre os seus personagens. Banqueiros estressados nos trabalhos, casais em crise, um universitário querendo parar de ter ataque do pânico, uma taróloga prestes a ir para um retiro espiritual, uma mulher com câncer… As razões porque as pessoas procuram maconha são muito variadas. São tantos personagens, tão bem construídos, que à medida que a série vai progredindo, vai virando um grande mosaico sobre o que as pessoas fazem quando estão na sua intimidade.

Cada episódio tem “O Cara” visitando novas pessoas, agindo muitas vezes não só como traficante, mas também como terapeuta, ou até em alguns casos – par romântico. E uma parte do mistério de High Maintenance é descobrir qual é a do “Cara”. O que ele faz na casa dele? O que, de fato, ele acha disso tudo?

Em 2019, com a estreia da terceira temporada, o personagem finalmente sai um pouco mais do anonimato – o último episódio da segunda temporada foi bastante revelador, então não tinha como ele continuar na coxia. “O Cara” até chega a protagonizar um dos episódios, mas só um mesmo. Não se mexe em time que tá ganhando – mas o desenvolvimento do “Cara” promete ser um ponto de virada para a série – que só melhora ao se tornar mais ousada, mais experimental, e cada vez mais humana.

Nessa terceira temporada, alguns dos episódios lembram até o surrealismo vibrante e consciente de séries como Atlanta ou os filmes do diretor grego, Yorgo Lanthimos, que recentemente concorreu ao Oscar com A Favorita, mas antes fez filmes muito mais excêntricos – como O Lagosta.

A diferença aqui, é que os episódios dessa carismática série da HBO, sempre acabam sendo sobre compaixão e empatia. Difícil não se ver nas situações tão humanas dos personagens dessa série. A razão que a fórmula da série funciona tão bem é porque essa receita já está há muitos anos sendo desenvolvida. A série começou em 2012, quando o então casal Ben Sinclair e Katja Blichfeld decidiram unir forças criativas para fazer um projeto que representasse eles.

Katja era uma produtora de elenco de sucesso, trabalhando em séries como 30 ROCK e Saturday Night Live e Ben Sinclair era um ator e montador procurando trabalho. Apesar da Katja gostar muito do seu trabalho, ela testava muita gente talentosa no seu dia-a-dia que não conseguia encaixar em séries mais convencionais – o seu próprio marido era uma dessas pessoas.

Os dois bolaram uns roteiros, e uns baseados, chamaram os amigos, e foram trabalhar. Quem faz o papel do “Cara” até hoje é o Ben, que junto com Katja, escreveu a grande maioria dos episódios. Os primeiros episódios, curtinhos e irreverentes, bombaram na internet – em particular, na plataforma “VIMEO”, uma espécie de Youtube, só que voltada para projetos mais artísticos.

A plataforma tomou interesse neles, e eles rapidamente viraram a primeira serie “original” da VIMEO. E aí, foi só questão de tempo até eles chegarem a HBO.

Pode ir sem preconceito nos episódios de High Maintenance. O Canal Like recomenda!

de.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Folião fantasiado de ‘PM da maconha’ é detido em Salvador

Entre tantas fantasias e tantos foliões, um não passou despercebido por policiais militares que faziam a segurança do Furdunço, no pré-Carnaval de Salvador, neste...

Carl Sagan escreveu ensaios chapado de maconha e dizia que a erva lhe dava ‘inteligência e sabedoria’

Cientista, físico, biólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor, divulgador científico e ativista. O norte americano Carl Sagan foi sem dúvida uma das mentes mais brilhantes que o...

Idosos tratam Alzheimer com maconha; eficácia divide opinião de médicos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou uma proposta para simplificar a importação de produtos à base de canabidiol, composto derivado da maconha,...

Maconha é tema da série High Maintenance, da HBO

A série americana High Maintenance, da HBO, parte de um principio polêmico - mas muito interessante. É um show que simplesmente assume que todo mundo fuma...

A culpa é de quem?

A "cultura" é uma rede cooperativa de instintos artificiais que cria mitos e ficções, habituando as pessoas a pensarem, agirem e seguirem determinadas regras...