Home Notícias Política Luxemburgo vai se tornar o 1º país europeu a legalizar totalmente a...

Luxemburgo vai se tornar o 1º país europeu a legalizar totalmente a maconha

Enquanto muitos países já flexibilizaram suas leis de criminalização da maconha – alguns permitindo o uso medicinal, outros descriminalizando o uso recreativo – poucos efetivamente já legalizaram o uso da planta. Depois que o Uruguai tornou-se o primeiro país do mundo a criar um mercado legal de maconha, em 2013 – seguido pelo Canadá em 2018 e mais 11 estados dos EUA – agora o próximo membro desse clube deve ser Luxemburgo – que se tornará o primeiro país da Europa a ter o uso da maconha totalmente liberado.

Fonte: Hypeness

“A política de drogas que tivemos nos últimos 50 anos não funcionou”, afirmou Etienne Schneider, atual ministro da economia e da saúde em Luxemburgo, que confirmou os planos de mudar a legislação no país. “Proibir tudo tornou as drogas mais interessantes para os jovens. Espero que todos nós passemos a ter uma atitude mais aberta a respeito”, disse. A ideia é que em dois anos os residentes com mais de 18 anos passem a poder comprar maconha para uso recreativo, a partir de um mercado com a produção e a distribuição reguladas pelo estado.

O ministro Etienne Schneider

Seguno Schneider, o projeto provavelmente irá proibir a compra por não residentes – a fim de inibir o surgimento de um turismo ligado à maconha – e também o plantio caseiro, para que a manutenção da qualidade e da distribuição da planta possa ser devidamente controlada. Na nova legislação, menores entre 12 e 17 anos não serão criminalizados pela posse de no máximo cinco gramas de maconha – mas, com a legislação menos rígida, aqueles que ainda assim descumprirem a lei serão punidos de forma severa, afirmou o ministro.

A Cidade de Luxemburgo, capital do país

A legalização da maconha em Luxemburgo é um projeto nascido a partir da coalisão entre as mais importantes frentes políticas do país – liberais, sociais democratas e os verdes. Por lá o uso medicinal já é permitido, e a posse de pequenas quantias não é considerada crime. Os planos de Schneider incluem encorajar outros países da União Europeia a seguirem o mesmo caminho, como uma alternativa evidentemente mais eficaz a problemas como a violência atrelada ao tráfico e o uso sem controle de qualidade e quantidade por usuário no atual mercado ilegal.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Legalização da maconha pode levar ao aumento do uso por jovens, diz estudo

Números mostram que, nos EUA, dependência entre adolescentes aumentou de 2,18% para 2,72% após a liberação da droga A legalização da maconha pode levar ao...

Fundador do Cirque du Soleil detido por cultivar maconha

Justiça da Polinésia, onde ele tem um atol particular, procura determinar se a droga está destinada ou não ao tráfico O fundador do Cirque du Soleil,...

“Cannabis é feminina”, diz empresária Viviane Sedola

"Se você tem uma cólica que derruba por dois dias, provavelmente já testou tudo que está na farmácia. O que existe no mercado tradicional...

Maconha é: Planta, Remédio, Droga e Negócio

Série de reportagens mostra maconha sob diferentes olhares A NAV Reportagens está produzindo junto ao Yahoo Notícias uma série linda sobre cannabis. Nesse episódio, tem...

Neil Young enfrenta atraso no pedido de cidadania dos EUA devido ao uso de maconha

Cantor canadense terá que fazer novo teste após assumir uso da droga RIO — O cantor canadense Neil Young está enfrentando um atraso em seu pedido de...