Home Lugares Brasil "Legalizar a maconha vai aumentar o número de pessoas doentes e não...

“Legalizar a maconha vai aumentar o número de pessoas doentes e não vai reduzir a violência”, diz Osmar Terra

Ministro da Cidadania afirma que não censurou o levantamento sobre uso de drogas no Brasil da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), como divulgado pelo The Intercept em março

O Ministro da Cidadania, Osmar Terra, participou do programa Timeline da Rádio Gaúcha na manhã desta segunda-feira (24) e afirmou não ter censurado o levantamento sobre uso de drogas no Brasil da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), como divulgado pelo The Intercept em março. Terra afirma que a Fiocruz é muito engajada na questão da liberação das drogas e que há um viés ideológico claro.

Fonte: GaúchaZH

— Eu não censurei nada, eu quero o debate público e o debate científico dessa questão, eu quero ver na prática o que acontece com o ser humano que usa drogas, o que acontece com a família dele, como é uma epidemia. Nós estamos vivendo uma epidemia — disse.

Contra a liberação, o ministro comenta que cerca de 25% da população é muito vulnerável à dependência química e que quem se torna dependente tem problemas pro resto da vida. Além disso, Terra defende que a liberação não reduziria o índice de violência.

— Não adianta legalizar a maconha pra reduzir a violência. Ela aumenta. Legalizar vai aumentar o número de pessoas doentes e não vai reduzir a violência, vai aumentar, inclusive, porque vai ter mais gente com doença mental andando na rua.

Terra argumenta que o maior fator que gera violência é a doméstica, e que a causa mais frequente é o uso do álcool, que é uma “droga legalizada”.

— Se o álcool produz tanta violência doméstica, liberando a maconha, a cocaína, vai aumentar essa violência. Quanto mais gente com transtorno, mais risco de ter violência — afirma.

Segundo o ministro, o crime organizado “não precisa de drogas ilícitas para se organizar, ele se organiza em cima de várias coisas”, e que hoje o tráfico de cigarro ilegal dá mais lucro do que a maconha para o crime organizado. Terra cita que 40% do cigarro consumido no Brasil é do crime organizado. O ministro usa o exemplo do Uruguai, comentando que lá a venda de droga ilícitasocorre nas “esquinas”, e que o país aumentou 45% o número de homicídios.

— O problema é a nossa juventude que está sendo dizimada, está com índice altíssimo de consumo de drogas e estão sendo enganadas, inclusive pela imprensa e pelas pessoas que defendem a liberação. Teve um número especial da Superinteressante só para dizer as maravilhas da maconha — comenta. — O que temos que fazer é ter leis que botem na cadeira por mais tempo o traficante para diminuir a oferta de drogas na rua — completa AQUI.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Fabricação e venda de derivados da cannabis entram em vigor no país

Entra em vigor hoje a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, importação e comercialização de produtos derivados da...

“Maconha é coisa de velho”, diz Fernando Henrique Cardoso

No Brasil só não enxerga o que acontece quem não quer. A maconha ou as drogas mais pesadas não estão apenas na favela, mas...

Alerj aprova pesquisa e cultivo da maconha medicinal no Rio

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou a realização de pesquisa e cultivo científico da maconha por associações de pacientes. A votação,...

10 universidades pelo mundo que oferecem cursos focados em maconha

A maconha medicinal vem ganhando espaço em diversos lugares do mundo. De olho nisso, algumas universidades estão buscando capacitar seus estudantes para trabalhar no...

Se eu quiser fumar, eu fumo

Dizem por aí que coisa alguma acontece por acaso. Aliás, que o próprio acaso é algo irreal — mesmo que nós ainda não sejamos...