Lançamento do Livro do Planet Hemp na Smoke Lounge – RJ, dia 11/12!

Literatura, OnWave

hempadao 4 dezembro, 2018

O Planet Hemp está comemorando 25 anos e os fãs é que ganham os presentes. Após o
primeiro show em 1993 no Garage, na Praça da Bandeira, a banda de Marcelo D2 está de volta na praça. Além dos shows, o grupo de Skunk e D2 foi tema do filme “Legalize Já”, e o primeiro disco do grupo, “Usuário” (Sony / SuperDemo 1995), foi relançado no formato de fita cassete.

Agora é a vez da biografia completa e autorizada até a última ponta.Pedro de Luna| Bio do Planet Hemp | Foto @elzacohen

“Planet Hemp: mantenha o respeito” (Belas-Letras, 496 páginas) é o mais novo livro do
escritor, jornalista, gestor cultural e quadrinista Pedro de Luna, autor de outros oito livros como Brodagens, coLUNAs, Niterói Rock Underground 1990-2010 e, mais recentemente,

Histórias do Porão – sobre o festival Porão do Rock, que completou 20 anos em 2018.
A biografia dos hempers começa em 1980, contextualizando a juventude e o cenário
cultural alternativo do Rio de Janeiro, quando uma nova geração se forma para criar o
underground carioca dos anos 1990. Para situar os que não conhecem bem a geografia da cidade, foi criado um mapa chamado “Localize Já” com 56 locais onde o Planet Hemp batia ponto, como os estúdios Totem e Groove (no Rio Comprido), UERJ, Garage e Imperator.
Fruto de uma longa pesquisa, que incluiu dezenas de entrevistas, inclusive com integrantes e ex-integrantes, “Planet Hemp: mantenha o respeito” será lançado no Centro Cultural Smoke Lounge, na Tijuca, no dia 11 de dezembro, terça-feira, das 18h às 0h. O autor Pedro de Luna fará uma palestra chamada “O Planet Hemp Antes da Fama” seguida por sessão de autógrafos e venda do livro. Na sequência, shows com as bandas 77 Idols – composta por
integrantes da chamada hemp family como Squaws e Serial Killer – e Ladrão, cujo baixista é o
Formigão, primeiro e único baixista do Planet Hemp.

Pedro revela que Formigão foi o primeiro integrante do Planet a ficar amigo do Skunk:

Foto @ Elza Cohen“Eles moravam no mesmo bairro quando eram adolescentes e se conheceram na rua, por acaso. Viraram grandes amigos e frequentavam o chamado Point Punk na Cinelândia, onde se reunia a galera do skate e do punk rock. Já nessa época os dois falavam em montar uma banda juntos.

Tanto o Skunk quanto o Formigão conviveram com a banda Black Future na Lapa dos anos 1980 e certamente aquela atmosfera influenciou muito a dupla”. O autor acredita que o livro vem em boa hora, onde a liberdade de expressão se vê ameaçada. Afinal, o Planet Hemp foi a banda mais perseguida da década de 1990, com fãs e os próprios músicos presos, censura, repressão e shows cancelados. “Dá pra imaginar prender um músico por não gostar ou concordar com o que ele canta? A banda foi presa em 1997, há apenas vinte anos atrás! O reconhecimento da cannabis para a medicina, a economia e também para uso recreativo – como nos EUA, Canadá, Uruguai e Europa – está mais que na hora do Brasil acordar para o novo mundo, aceitando as diferenças e mantendo o respeito”.

Após o evento na Smoke Lounge, a caravana da fumaça segue por Niterói (dia 12), São
Paulo (dia 15) e Vitória (dia 19). Sempre que possível, além do autor, haverá a presença de algum integrante ou ex-integrante do Planet Hemp.

Serviço:
11/12 (terça) das 18h às 0h
>> Lançamento da biografia “Planet Hemp: mantenha o respeito” de Pedro de Luna com a palestra “O Planet Hemp antes da fama” e sessão de autógrafos. Show com as bandas Ladrão e 77 Idols.
Centro Cultural Smoke Lounge: Rua Ibituruna 8, Tijuca. Tel.: 3197-1975. Entrada a R$ 10.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]