Home Notícias Ciência Dia Mundial do Alzheimer: tratamento com Cannabis Medicinal tem se mostrado eficaz...

Dia Mundial do Alzheimer: tratamento com Cannabis Medicinal tem se mostrado eficaz para cuidados paliativos da doença

Apesar de ser uma doença sem cura, é possível diminuir o sofrimento do paciente e de seus familiares

INDEOV, empresa brasileira especializada no acesso à cannabis medicinal, alerta para a importância da conscientização sobre o Alzheimer. O Dia Mundial da Doença de Alzheimer, celebrado em 21 de setembro, é uma campanha internacional criada para aumentar a conscientização sobre o Alzheimer e o que pode ser feito para ajudar aqueles que vivem com essa doença.

Fonte: Terra

A Doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que leva a demência progressiva, reduz as funções cognitivas e interfere no comportamento e personalidade do paciente, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social. O primeiro sintoma é a perda de memória recente. Com a evolução do quadro, o Alzheimer afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem, deixando o paciente cada vez mais dependente da ajuda de terceiros, até mesmo para atividades básicas do dia a dia.

Segundo dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), estima-se que existam cerca de 35,6 milhões de pessoas com a Doença de Alzheimer no mundo. No Brasil, há cerca de 1,2 milhão de casos, a maior parte ainda sem diagnóstico.

Apesar de ser uma doença sem cura, é possível diminuir o sofrimento do paciente e de seus familiares, melhorando a qualidade de vida dos que sofrem com o Alzheimer. O tratamento paliativo com cannabis medicinal, por exemplo, tem se mostrado seguro e eficaz para diminuição dos níveis de estresse e agressividade dos pacientes. De acordo com pesquisa realizada pela Universidade do Sul da Flórida, pequenas doses de THC diminuem a concentração de proteína beta-amiloide no cérebro. O acúmulo dessa proteína é uma das causas da doença.

“Acompanhamos o tratamento de muitos idosos que sofrem com a Doença de Alzheimer e podemos ver a evolução do tratamento com a terapia canabinoide. A cannabis medicinal ajuda na regulação do sono, diminuição do estresse e da agressividade. Além de controlar a evolução da doença sem trazer efeitos colaterais, proporcionando mais qualidade de vida aos pacientes e familiares”, comenta Camila Teixeira, CEO da INDEOV, que representa as maiores empresas de cannabis no mundo – Charlotte’s Web e Elixinol.

Sobre a INDEOV
A INDEOV, principal consultoria de cannabis medicinal do país, é representante das maiores empresas de cannabis no mundo – Charlotte’s Web e Elixinol – e atua em uma solução 360º para impactar positivamente a qualidade de vida de pacientes, familiares e cuidadores, oferecendo apoio ao médico sobre a terapia canabinoide e apoio em estratégia terapêutica.
Além disso, também presta consultoria de internacionalização e entrada no mercado brasileiro para empresas com produtos, abrangendo áreas técnicas, médica, negócios, regulatório, compliance e representação comercial.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

De saúde ao mundo dos negócios, a maconha é uma fábrica de notícias

Falamos da cannabis abordando diferentes aspectos: saúde, economia, segurança pública, cultura, história, esportes… por João Henriques / Ilustração: Felipe Navarro Antes de começar a leitura deste...

Nelson Motta revela que fuma maconha todos os dias há 55 anos

Jornalista, que está com 74 anos, falou com naturalidade sobre seu hábito diário de consumir cannabis e ainda atestou: "Tenho uma memória incrível" Sem tabus...

Governo age para brecar liberação da maconha medicinal

Projeto de Lei que regulamenta venda de remédios e uso está parado na Câmara, enquanto Anvisa adiou votação de regulamentação do plantio revista para esta...

Pesquisadora defende regulamentação da Cannabis Medicinal: ‘Temos de saber o que o paciente está tomando’

Akemi alerta para o risco do uso do medicamento sem orientação Na próxima terça-feira, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) julgar se regulamenta...

Pedidos para maconha medicinal triplicam nos tribunais mineiros

O uso da maconha medicinal no tratamento de epilepsias, esclerose múltipla, dor neuropática e paralisia cerebral tem ganhado cada vez  mais força em Minas....