Home Colunas Chapa2 Coronel da PM é nomeado Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas

Coronel da PM é nomeado Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas

Há um mês atrás a Carta Capital avisou que “estamos caminhando para um Estado Policial”, segundo jurista que analisava a cadeira de Ministério da Justiça ocupada por Alexandre de Moraes. Foi ele mesmo que indicou o novo secretário nacional de Políticas sobre Drogas do país, um coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo. O que será que isso pode significar?

O mais estranho é que não existe qualquer registro de Roberto Allegretti se pronunciando sobre políticas de drogas, isso porque o mesmo não tem qualquer relação com o assunto. Dentro da PM o novo Secretário nacional de Drogas era responsável por setores burocráticos da corporação, embora seja formado em psicologia.

Recentemente o coronel defendeu o uso de fardas em crianças como método de “educação”. O título do artigo, publicado na Folha de São Paulo, é: “A representação simbólica da farda”, acredita?

Vale lembrar que o atual Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, é um dos maiores inimigos do fim da proibição das drogas no Brasil. Para saber mais sobre essa figura e o quanto ela representa a nível de retrocesso na política de drogas nacional, clique aqui.

Já há uma petição online repudiando a nomeação de Roberto Allegretti para a SENAD, o texto de descrição do manifesto diz:

“Não aceitamos a nomeação de um Coronel da Policial Militar para Secretário Nacional de Política Sobre Drogas!

O caminho e orientação internacional da Política Sobre Drogas vem seguindo propostas de respeito aos direitos humanos e ampliação do protagonismo das ações da saúde sobre o tema,Cdesmistificando o conceito de guerra as drogas. A Sessão Especial da Assembléia Geral da ONU para discutir as principais diretrizes globais de políticas de drogas, a UNGASS 2016, aprovou em seu texto final, entre sete eixos, um dedicado especificamente aos Direitos Humanos. A política de drogas pautada na guerra e na lógica militar da repressão, está sendo colocada em cheque em diversos países das Américas e Europa e a nomeação de um policial militar representa um claro retrocesso!

Países da América Latina foram os mais impactados pela política de guerra as drogas no âmbito do encarceramento e da morte da população, sobretudo jovem e negra, se tornando evidentemente uma política de criminalização da pobreza urbana e de populações tradicionais vulnerabilizadas em suas práticas seculares.

Por isso repudiamos a indicação de um coronel da Policia Militar de São Paulo para o cargo, que não possui trajetória no tema da política de drogas e simboliza claro retrocesso para uma política de repressão e estigmatização. 

Pessoas vulneráveis que usam drogas não precisam de mais violação de direitos!!!

Pessoas vulneráveis que usam drogas precisam de atenção à saúde, educação, assistência social, inserção no mercado de trabalho e práticas de cuidado pautadas nos direitos humanos.

A Guerra as drogas é uma Guerra contra pessoas. É uma Guerra surda dos avanços científicos da saúde, fomentada pela lógica do lucro armamentista e perverso tanto de instituições governamentais quanto de grupos criminosos. “

Assine!

8 COMMENTS

  1. Uma polícia criada durante a ditadura militar, e que só existe no Brasil, carrega os mesmos princípios da época: repressão e censura, basicamente.
    Deveria ser repensada e não fortalecida!

  2. Cadê os coxinhas maconheiros, com seus comentários hilariantes sobre o impiximá (ie. golpe)? Estão todos fumando escondidos nos banheiros dos apartamentos, com suas good vibes e seus papos viagens no facebook.

    • Comentário mais babaca! Pega cada uma dessas palavras, enfia pelo teu sistema digestivo que tu sabes muito bem a saída…

    • Se você é PT, problema é seu e mostra sua falta de cérebro, pois enquanto a população sofre com inflação e desemprego, inclusive estou desempregado, o filho do Lula é um dos maiores empresários do país. Sua ideologia partidária é ilusória, pois na política há disputa pelo poder e interesses. Eu votei NULO e também não sou a favor do que está acontecendo. A propósito, Temer não é vice da Dilma?

    • Durante os anos de governo do pt qual foi o grande avanço na politica de drogas que tivemos?

      Coxinhas, mortadelas e bolsominions todos são iguais em uma coisa: defendem partidos fanaticamente em detrimento de defender as pessoas.

      Com a divisão do povo quem ganha são os governantes!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Fundador do Cirque du Soleil detido por cultivar maconha

Justiça da Polinésia, onde ele tem um atol particular, procura determinar se a droga está destinada ou não ao tráfico O fundador do Cirque du Soleil,...

“Cannabis é feminina”, diz empresária Viviane Sedola

"Se você tem uma cólica que derruba por dois dias, provavelmente já testou tudo que está na farmácia. O que existe no mercado tradicional...

Maconha é: Planta, Remédio, Droga e Negócio

Série de reportagens mostra maconha sob diferentes olhares A NAV Reportagens está produzindo junto ao Yahoo Notícias uma série linda sobre cannabis. Nesse episódio, tem...

Neil Young enfrenta atraso no pedido de cidadania dos EUA devido ao uso de maconha

Cantor canadense terá que fazer novo teste após assumir uso da droga RIO — O cantor canadense Neil Young está enfrentando um atraso em seu pedido de...

Revista Globo Rural estreia PodCast falando sobre Maconha

Podcast Palavra do Campo tem seu primeiro episódio sobre Cannabis A revista Globo Rural estreou, nesta segunda dia 11/11, um novo PodCast: é o "Palavra...