Home Cultivo Como germinar uma semente de Maconha?

Como germinar uma semente de Maconha?

É simples, mas pode gerar dúvidas: qual a melhor forma de germinar suas sementes de maconha? Aprenda aqui…

Agora que o Ministro Celso de Mello indicou que a importação de sementes de maconha não deve ser considerada crime, vale a pena a gente dar uma luz sobre qual as formas existentes para transformar uma semente em uma bela planta de Cannabis.

O cultivo pessoal de maconha visa, sempre, combater o tráfico de drogas organizado. Afinal de contas, não faz parte dos objetos, nem da prática do cultivador, portar armas, veículos roubados, exercer domínio territorial sobre sua comunidade ou outros crimes mais pesados. Sendo assim, quem deseja cultivar sua própria erva, no fundo, está ao lado do Estado, buscando enfraquecer a criminalidade e se desvencilhar do contato direto com a ilegalidade.

No Brasil, diferente de países como Uruguai e Chile, a forma de obtenção das sementes de maconha ainda não é tão simples. Apesar de alguns sites enviarem sementes para cá, ainda não é 100% garantido que seu produto chegue em suas mãos sem ser interceptado. Por isso, não conte com o correio como sua primeira opção para obtenção das sementes.

O ideal é conhecer alguém que possa te fortalecer alguns clones ou sementes. Nessa hora o cultivador brasileiro precisa ser ninja, fortalecer seus contatos, ou até fazer uma viagem em busca de boas sementes. Na pior das hipóteses, aquela boa e velha paranga também deve conter alguns exemplares de sementes de maconha que podem salvar um primeiro cultivo.

Já tenho a Semente!

Ufff… então é hora de começar. Primeiramente, que tal a gente testar a qualidade dessas seeds? Só de olhar, algumas características podem dizer sobre a saúde delas. Para isso, vale avaliar:

  1. A Cor
    Quanto mais escura, voltado para o marrom, preto ou acinzentado, melhor. Sementes de cor mais voltadas para o branco e cinza claro são aquelas que passaram por má formação e terão maior dificuldade de nascer. Pode ver que, no prensado ou nas flores, quando a semente está mal formada ela ainda é toda branca.
  2. O Brilho
    Uma semente 100% saudável apresenta um revestimento de proteção exterior. Pode observar que as sementes mal formadas tem a superfície ainda não brilhosa. Enquanto a semente que foi gerada de maneira saudável, em geral, possui um brilho – deve ser o salvação!
  3. O Tamanho
    É muito importante avaliar o tamanho da semente. Boas seeds são grandes e resistentes. Todas são muito leves, mas é possível perceber que as saudáveis são mais pesadas que as ficaram pelo caminho da má formação. As mais brancas, geralmente, tem menor tamanho e parecem mais frágeis.
  4. A Resitência
    Pois de fato, as sementes boas serão mais fortes. Um teste comum é apertar a semente com os dedos – com força moderada, claro. Algumas, rapidamente quebram, pois não possuem dentro de si o necessário para vingar. As mais resistentes, que aguentem a pressão do dedo, são as que tem maiores chances de virar uma bela planta.
  5. A Crosta
    Como vimos, a semente é um ser protegido por uma capa brilhosa, resistente e… vedada. Analise sua semente no intuito de achar alguma fenda dilatada ou mesmo rachadura em sua crosta. A semente de qualidade não vai ter nenhum quebradinho.

Por fim, há um método muito simples para testar se as sementes estão boas. É claro que ele não vai te dar 100% de certeza sobre a saúde das sementes, mas… vale a pena testar. Jogue todas as sementes em copo de água. O ideal, é que as sementes de qualidade afundem no recipiente. Caso, do contrário, elas flutuem, o mais provável é que elas estejam mortas ou pouco desenvolvidas.

Hora de Germinar!

Enfim chegou o tão esperado momento de gerar uma ou umas vidas. Germinar é algo que a natureza, no geral, faz sozinha. Portanto, não são necessárias muitas coisas além do básico para fazer uma planta nascer. Vamos aqui explicar dois métodos dos mais utilizados. Vale a pena experimentar ambos e ver qual vai ser o melhor para você.

  1. No papel toalha
    .
    Pegue um pote tipo tupperware ou bandeja capaz de reter água. Forre o recipiente com duas folhas de papel toalha. Molhe o papel com um pouco de água mineral, sem encharcar, mas sim deixando toda a superfície úmida.Agora já pode colocar suas semente ali em cima. Cuidado para não deixar uma muito perto da outra, pois o ideal é que as raízes não se encostem. Como são muito frágeis, pode ser um problema ter que desenrolá-las num eventual entrelaçamento.Depois disso, tampe o pote e guarde em um lugar que seja quente, úmido e, principalmente, com ausência de luz. Na natureza, a semente vai sair do solo justamente em busca da luminosidade do sol. Se tiver muita luz no momento da germinação, ela pode entender que não precisa sair dali.
    Após isso feito, é tempo de aguardar, com fé em Jah. Pode ser que em 24 horas já tenha algum rabinho saindo. Mantenha o recipiente úmido e… paciência. Pode ser que leve 48 horas ou mais para que a radícula saia totalmente e, infelizmente, em alguns casos ela não vai sair – o que condena a morte sua semente.

     

    Se saírem, estão vivas. Então é hora de colocá-las em um bom substrato. Seja ele qual for, você fazer um buraco pequeno, com profundidade de 2 a 4 centímetros e colocar a sua semente geminada lá dentro, com o “rabo” para dentro do vaso e cabeça direcionada para cima. Depois, basta cobrir a semente com terra, sem pressionar, pois o natural é que a semente sozinha consiga subir dali em direção a luz.

    Regue a semente no intuito de nunca deixar que elas fiquem em ambiente totalmente seco. Pode demorar de 3 dias até uma semana para que elas deem a luz da graça, surgindo como um novo indivíduo de cannabis na Terra.

  2. No Copo.
    A técnica do papel toalha, se não for bem feita, pode gerar mofo devido o contato do papel com água. Por isso, algumas pessoas preferem germinar suas seeds diretamente na água. Para isso, você vai precisar de um copo plástico e… água. Mineral, de preferência, pois a água da torneira geralmente tem alto teor de cloro, sem falar que a qualidade da água encanada no Brasil nunca foi das melhores.
    Jogue a semente dentro do copo e pronto. Como dissemos, o ideal é que ela afunde na água. Caso vá germinar mais de uma, o melhor é que você destine um copo para cada semente, para que as radículas não se toquem ou misturem. O copo também deve ser guardado em um local escuro. Em dois ou três dias é possível que a radícula esteja apontando para fora e então você já pode acondicionar sua semente germinada no solo onde irá crescer e evoluir seus primeiros dias – pode ser até esse copo mesmo. Furando-se o fundo, claro, para que a rega escoe.

Como disse, esse é um processo natural. E na natureza não tem prato, nem papel toalha e muito menos copo plástico. Por isso, também é possível germinar a sua semente só com solo e água. Para isso, bastaria colocar a semente no vaso e umedecer o substrato. Só não aconselho fazer isso pois, assim, você não tem como controlar o desenvolvimento da seed. Para evitar que ela não saia e depois suma lá dentro do vaso sem que você consiga encontrar novamente, é melhor que você germine ela sob a luz de seu controle e depois sim, coloque ela no meio de crescimento, ajudando a semente da melhor forma, colocando-a na posição perfeita para seu desenvolvimento.

Como germinar sua semente (em vídeo)

Eu sei que você já deve ter entendido a explicação acima. Mas também sei que tem uma galera que prefere aprender em vídeo. Sendo assim, pra dar aquela ilustrada maneira, achei essa aula do GrowerBR, que já angariou mais de quinhentos mil plays no YT explicando como germinar uma semente. Isso que é militância. Assiste aí:

É isso! Espero que o post tenha sido útil. Qualquer dúvida manda pra gente lá no [email protected] Até semana que vem! Vamos juntos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Folião fantasiado de ‘PM da maconha’ é detido em Salvador

Entre tantas fantasias e tantos foliões, um não passou despercebido por policiais militares que faziam a segurança do Furdunço, no pré-Carnaval de Salvador, neste...

Carl Sagan escreveu ensaios chapado de maconha e dizia que a erva lhe dava ‘inteligência e sabedoria’

Cientista, físico, biólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor, divulgador científico e ativista. O norte americano Carl Sagan foi sem dúvida uma das mentes mais brilhantes que o...

Idosos tratam Alzheimer com maconha; eficácia divide opinião de médicos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou uma proposta para simplificar a importação de produtos à base de canabidiol, composto derivado da maconha,...

Maconha é tema da série High Maintenance, da HBO

A série americana High Maintenance, da HBO, parte de um principio polêmico - mas muito interessante. É um show que simplesmente assume que todo mundo fuma...

A culpa é de quem?

A "cultura" é uma rede cooperativa de instintos artificiais que cria mitos e ficções, habituando as pessoas a pensarem, agirem e seguirem determinadas regras...