Home Medicinal Como é o uber medicinal do canabidiol que opera nos EUA

Como é o uber medicinal do canabidiol que opera nos EUA

Empresa conecta consumidores e pacientes com fabricantes de produtos à base da substância. Anvisa autoriza brasileiros a importar produto mediante documentação médica

Enquanto o Brasil discute se o canabidiol deve ser autorizado no país para doentes que precisam dele, os Estados Unidos já contam com uma empresa que opera como um “Uber da maconha medicinal”. É assim que a californiana Eaze é chamada em reportagens americanas sobre o pujante mercado que surgiu em torno das substâncias de uso médico derivadas da cannabis sativa.

Fonte: Nexo

Pelo aplicativo ou site da empresa, o usuário pode escolher entre uma variedade de produtos de canabidiol ou CBD oferecidos por diversos fabricantes do ramo. Há dezenas de opções de canabidiol em gotas, cápsulas, tabletes e vaporizador. Segundo a empresa, ela entrega estes e outros produtos a 43 estados americanos e o Distrito Federal, onde a maconha medicinal já foi regularizada.

Em seus primeiros anos, a Eaze tinha como carro-chefe produtos à base de THC (tetrahidrocanabinol), componente da maconha com efeitos psicotrópicos. Segundo reportagem do site Quartz, dos mais de 3 milhões de itens vendidos pela empresa entre 2014 e 2018 a maior parte eram caracterizados por THC.

A Cannabis sativa contém 113 substâncias químicas denominadas canabinóides, encontradas principalmente em sua flor. Dentre elas, o canabidiol (CBD) é uma das principais não-psicoativas presente na planta

Entretanto, aquele ano foi marcado por um aumento vertiginoso nos pedidos por produtos em que o canabidiol era o componente principal. Consumidores passaram a requisitar o produto para uma série de aflições, entre elas náuseas, dores musculares e insônia. Além disso, sua ação benéfica em casos de epilepsia resistente, esquizofrenia e mal de Parkinson já foi cientificamente comprovada.

Foi nessa época que a Eaze resolveu focar seus negócios também em produtos ligados a essa substância. Em agosto de 2019, a empresa anunciou a busca de US$ 50 milhões em investimento para expansão dos negócios.

O mercado da maconha legalizada americano, que inclui a erva para uso medicinal e recreativo, foi avaliado em US$ 11,9 bilhões em 2018, segundo uma consultoria.

O canabidiol no Brasil

A Cannabis sativa contém 113 substâncias químicas denominadas canabinóides, encontradas principalmente em sua flor. Dentre elas, o canabidiol (CBD) é uma das principais não-psicoativas presente na planta. Ou seja, o canabidiol não dá “barato” quando ingerido, o que o torna adequado para uso em medicamentos. Já o THC (tetrahidrocanabinol) é um canabinóide da maconha com efeitos psicotrópicos.

maconha
TIPOS DIFERENTES DE MACONHA MEDICINAL EM UM POSTO DE DISTRIBUIÇÃO NA CALIFÓRNIA

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) abriu duas consultas públicas “sobre o cultivo da maconha para fins exclusivamente medicinais e científicos e sobre o registro e monitoramento de medicamentos à base da planta”. O processo vai até 19 de agosto de 2019.

A iniciativa foi criticada pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, que acusou o diretor-presidente da Anvisa, William Dib, de tentar “legalizar a maconha no Brasil”. A entidade diz que o objetivo é “favorecer a produção nacional de terapias feitas à base de cannabis com garantia de qualidade e segurança, além de permitir a ampliação do acesso da população a medicamentos”.

Atualmente, a Anvisa permite a importação de óleos e remédios que tem o canabidiol como base. A solicitação deve vir acompanhada de documentos e laudos médicos que comprovem a necessidade do CBD. Cerca de 6.800 pessoas no Brasil têm autorização para a importação.

O general e ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas, apoiador e amigo de Jair Bolsonaro, defendeu o uso do CBD em entrevista ao SBT no dia 3 de agosto. Assessor do Gabinete de Segurança Institucional do Palácio do Planalto, o general sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica, uma doença degenerativa do neurônio motor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Fabricação e venda de derivados da cannabis entram em vigor no país

Entra em vigor hoje a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, importação e comercialização de produtos derivados da...

“Maconha é coisa de velho”, diz Fernando Henrique Cardoso

No Brasil só não enxerga o que acontece quem não quer. A maconha ou as drogas mais pesadas não estão apenas na favela, mas...

Alerj aprova pesquisa e cultivo da maconha medicinal no Rio

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou a realização de pesquisa e cultivo científico da maconha por associações de pacientes. A votação,...

10 universidades pelo mundo que oferecem cursos focados em maconha

A maconha medicinal vem ganhando espaço em diversos lugares do mundo. De olho nisso, algumas universidades estão buscando capacitar seus estudantes para trabalhar no...

Se eu quiser fumar, eu fumo

Dizem por aí que coisa alguma acontece por acaso. Aliás, que o próprio acaso é algo irreal — mesmo que nós ainda não sejamos...