CBD deve chegar aos shoppings dos EUA até o fim do ano

Economia, EUA

hempadao 24 junho, 2019

Mega empresa canábica investe em varejo de derivados de maconha em shoppings dos EUA

A gigantesca especializada em maconha Green Growth Brands, com sede em Ohio, firmou uma parceria com as maiores empresas de gestão de shopping centes dos EUA, a Brookfield Properties e o Simon Property Group.

Há duas semenas, a Green Growth anunciou, com isso, a abertura de 70 lojas em shoppings administrados pela Brookfield e mais 108 empreendimentos a serem inaugurados em estabelecimentos da da Simon Property. A previsão é que todas essas lojas estejam funcionando até o final do ano.

E o que devem vender? A cadeia varejista da Green Growth vai se chamar Green Lily e deve ser especializada em produtos com CBD. A entrada de produtos a base deste canabinóide não é novidade nos EUA. Desde o começo do ano, gigantes do ramo farmacêutico como a CVS e a Walgreens já estão disponibilizando produtos como cremes, loções e outros produtos derivados de maconha.

Até mesmo uma cadeia de supermercados de Ohio, a Kroger, anunciou que vai começar a trabalhar com CBD em suas prateleiras. Por toda essa movimentação, os especialistas acreditam que a indústria do canabidiol vai movimentar, até 2022, cerca de 22 bilhões de dólares.

Isso porque o CBD é apenas um dentre dezenas ou centenas de canabinóides presentes na cannabis. Imagina quando desvendarem e resolverem trabalhar com a planta toda.

Essas empresas administradoras de shopping operam no Brasil. Já é de se esperar que, quando legalizar, vai ser mais fácil abrirem loja vendendo CBD no shopping do que legalizarem o cultivo pessoal da maconha. Imagina o preço de uma pomada de cannabis vendida no Barra Shopping. To fora.

Fonte: Merry Jane



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




[pro_ad_display_adzone id=17608]
[pro_ad_display_adzone id=17609]