Home Colunas Chapa2 Algo de errado não está certo na Política de Drogas nacional

Algo de errado não está certo na Política de Drogas nacional

A hipocrisia pode ser vista em todos os nichos da humanidade, e não é preciso se esforçar muito pra perceber. É o famoso “faça o que eu digo, mas não faça o que faço”, no mundo do “quem quer rir, tem que fazer rir”. E como diria José Simão, o Brasil realmente é o país da piada pronta.

A ameaça do ministro Osmar Terra de fechar a Anvisa, caso o plantio de cannabis for aprovado, demonstra bem nosso merecimento desse título. Pensei em comparar nossos “governantes” com dinossauros, mas seria uma ofensa póstuma a uns dos parentes mais antigo das aves. O que dá gosto, que sustenta a esperança, é ver o quão capazes somos de gerar mudanças quando caminhamos em uníssono, em total sintonia, na mesma direção.

por S. M. Hermes

Através do Instagram, é possível mensurar o tamanho da causa canábica e o grau de envolvimento dos usuários e apreciadores brasileiros — ambos quase tão gigantescos quanto a nocividade da proibição. Somos vários os interessados na mudança da Lei das Drogas corrente hoje no Brasil, sendo um dos grandes fatores dessa luta os efeitos colaterais positivos que o fim da guerra às drogas trará para os indivíduos e sociedade, principalmente para os menos abastados e as minorias.

Enquanto aqui, na América do Sul, seguimos sonhando com um futuro melhor, na América do Norte essa libertação da nossa gloriosa planta já é uma realidade concreta e funcional. Nessa terça-feira (23), a pré-candidata democrata à presidência e atual senadora dos Estados Unidos, Kamala Harris apresentou um projeto para descriminalizar a Cannabis em nível federal. E um dos objetivos é exatamente reverter a verba obtida para recuperar e investir em comunidades há muito ceifadas.

Essa reflexão, sobre a motivação que leva a Cannabis a ser tão combatida e odiada pelo Estado brasileiro, entre vários outros, sempre termina no mesmo denominador comum. Indicando um caminho longo e árduo ainda a ser percorrido, isso até o dia em que a nossa erva favorita esteja 100% livre de todos estigmas negativos, podendo compartilhar conosco de todas as suas propriedades maravilhosas e com total liberdade.

Hoje sim?

Desde fevereiro desse ano, tenho tentado, sem sucesso, iniciar um novo ciclo de plantio. No começo de 2018, montei um grow do zero, projeto meu mesmo, feito total e completamente no improviso. Comprei umas sementes automáticas da Espanha que chegaram, e consegui colher umas 10 gramas que, convenhamos, é muito pouco, mas é assim que se aprende: tentativa, erro, se aprimorar e tentar de novo.

Consegui montar um set bem completo, com a parafernália toda: tenda, cool tube, fertilizante, medidor de Ph, etc. e tal. Agora, nessa próxima semana, começam os trabalhos, de novo, pro início de um novo ciclo — que dessa vez vai bombar! Espero eu, quero muito. Como na última mão de flor que fiz rolaram umas sementes numa Sugar Black Rose, são nelas mesmo que vou depositar todas minhas esperanças e vibrações positivas.

Fontes:

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/07/23/presidenciavel-kamala-harris-lanca-projeto-para-descriminalizar-maconha-nos-eua.ghtml

https://hempadao.com/osmar-terra-defende-fechar-anvisa-se-plantio-de-cannabis-for-aprovado/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

De saúde ao mundo dos negócios, a maconha é uma fábrica de notícias

Falamos da cannabis abordando diferentes aspectos: saúde, economia, segurança pública, cultura, história, esportes… por João Henriques / Ilustração: Felipe Navarro Antes de começar a leitura deste...

Nelson Motta revela que fuma maconha todos os dias há 55 anos

Jornalista, que está com 74 anos, falou com naturalidade sobre seu hábito diário de consumir cannabis e ainda atestou: "Tenho uma memória incrível" Sem tabus...

Governo age para brecar liberação da maconha medicinal

Projeto de Lei que regulamenta venda de remédios e uso está parado na Câmara, enquanto Anvisa adiou votação de regulamentação do plantio revista para esta...

Pesquisadora defende regulamentação da Cannabis Medicinal: ‘Temos de saber o que o paciente está tomando’

Akemi alerta para o risco do uso do medicamento sem orientação Na próxima terça-feira, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) julgar se regulamenta...

Pedidos para maconha medicinal triplicam nos tribunais mineiros

O uso da maconha medicinal no tratamento de epilepsias, esclerose múltipla, dor neuropática e paralisia cerebral tem ganhado cada vez  mais força em Minas....