Home Lugares EUA Adolescentes consomem menos maconha após a legalização nos EUA

Adolescentes consomem menos maconha após a legalização nos EUA

Uma possível explicação para isso é a de que o tráfico tenha diminuído, dificultando o acesso dos mais jovens à erva

Hoje ninguém precisa mais ir até os cafés de Amsterdã para comprar maconha legalmente: países como Canadá e Uruguai já autorizaram o uso recreativo, assim como alguns estados americanos. Mas, lógico, o consumo só foi liberado para adultos.

por Ingrid Luisa,
na Super

Dentre os argumentos contra a legalização, existia o medo de que a liberação aumentasse (e até estimulasse) o consumo entre os adolescentes, o que é particularmente perigoso para eles. Por conta do cérebro ainda em desenvolvimento, danos causados pelo uso da maconha podem ser irreversíveis.

Agora, no entanto, um estudo da Universidade Estadual de Montana provou que a legalização pode ter tido um efeito oposto em alguns estados dos EUA: após a aprovação da lei, o consumo da droga diminuiu entre essa faixa etária.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram dados de 1,4 milhão de estudantes do ensino médio, provenientes de inquéritos nacionais feitos desde 1990 pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. Através desse histórico, que acompanha tendências de comportamentos entre os jovens, os cientistas queriam detectar mudanças no uso da maconha após a implementação da lei.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Realidade Canábica

Na verdade, são algumas realidades. E, conforme o tempo passa, o uso da popular maconha vem sendo desmistificado, mesmo que lentamente. Mas ainda assim,...

Doença ligada a cigarros eletrônicos já matou seis pessoas nos EUA

O primeiro relato da doença misteriosa surgiu em abril, no Estado de Illinois; logo, médicos de todo o país começaram a descrever pacientes com...

I Seminário de Fortaleza sobre uso terapêutico da cannabis ocorre na próxima terça-feira, 17

Desde 2015 o número de pacientes cadastrados para a importação do canabidiol triplicou no Brasil. O I Seminário de Fortaleza sobre uso terapêutico e legislação...

Ministro da Saúde não se opõe à liberação do canabidiol no Brasil

Mandetta afirma que não se opõe a projeto que esvazia funções da Anvisa na liberação de medicamentos O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou, nesta...

Eduardo Bolsonaro começa a apoiar projeto que “libera” canabidiol

Além do "filho 03", outros aliados do governo já defenderam o uso do óleo; proposta contraria a posição do governo em relação à maconha...