Home Colunas Hemportagem A Origem: de onde vem a Cannabis?

A Origem: de onde vem a Cannabis?

Cientistas encontram os indícios mais longínquos do local que deve ser considerado a origem da planta da cannabis

Sempre se desconfiou que a maconha tenha se originado pelos lados da Ásia Central. A previsão estava correta, mas um grupo de pesquisadores, ao encontrar registros fósseis, sugerem que a localização exata esteja, enfim, mapeada.

O estudo foi divulgado pela Vegetation History and Archaeobotany. Segundo o artigo, a maconha deve ter sua origem precisa pelos lados do Planalto do Tibete, próximo ao Lago Qinghai, uma parte especial do planeta.

Lago Qinghai fotografado por turistas

Teto do Mundo

Acredita-se que a formação do Planalto Tibetano tenha se originado devido a colisão entre as placas tectônicas Indiana e Euroasiática, há uns 55 milhões de anos atrás, no período Cenozóico.

O planalto tem uma elevação média de 4km! Por isso, ganhou o apelido de “teto do mundo”, sendo o maior e mais elevado planalto do planeta. É ou não uma região privilegiada para se nascer? Será que essas sementes vieram do céu?

Desenvolvimento da Ganja

Depois de surgir por ali, os estudiosos apontam que a cannabis deve ter espalhado primeiro para a Rússia e Europa, há pelo menos 6 milhões de anos. E também para o leste, atravessando a China, há cerca de 1,2 milhão de anos. Para os pesquisadores, esse foi o roteiro que as sementes de cannabis fizeram para ganhar toda Eurásia.

“Apesar de uma literatura volumosa emergente nas últimas três décadas, a classificação da Cannabis e seu centro de origem permanece em debate”, afirma John McPartland, da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, se referindo a dificuldade de mapear a origem de uma planta.

Metodologia

Como é praticamente impossível encontrar um fóssil de uma folha ou camarão intacto preservado desde aquela época, o grupo de pesquisadores precisou focar no pólen das plantas de macona.

Essas estruturas, responsáveis pela reprodução das plantas, foram descobertas em 1930. Diversas análises vem sendo feitas de lá para cá, o que ajudou a identificar registros muito antigos parecidos com a cannabis em toda a Ásia, além de outros lugares do planeta. Observando onde a espécia poderia se desenvolver melhor, os pesquisadores analisaram cerca de 150 tipos de pólen fósseis existentes no continente asiático. E os que mais se assemelharam foram os encontrados no, agora considerado berçário natural da ganja, o Planalto do Tibete.

Cannabis: História Perdida

Tem no YouTube um documentário fantástico sobre os caminhos percorridos pela erva para chegar ao ápice de sua fama, quando foi proibida globalmente, no século 20. O que se sabe é que, antes disso, passaram-se séculos de uso sem controle… mas com muito respeito.

A história da cannabis se entrelaça com o início da civilização e das religiões. Para quem tem interesse profundo nesse assunto, aconselho que assista a essa verdadeira aula de uma hora:

Chegada na América:

Por aqui já falamos um pouco sobre como a maconha chegou ao Brasil. Mas vale a pena relembrar. Não sabemos ao certo se as sementes de cannabis conseguiriam sair da Ásia e chegar voando até aqui. Provavelmente não. Portanto, a história da chegada da maconha ao Brasil começa mesmo com as grandes navegações.

Assim sendo, ela chegou de duas formas já distintas: sementes de maconha nas saias das escravas trazidas via navio, é uma delas. E a outra foi através do cânhamo, que era matéria prima para boa parte das roupas, cordas e velas da frota portuguesa. Chegando aqui a cultura de plantar e usar a erva se popularizou também entre os índios de diversas regiões do Brasil.

Origem das palavras:

Pelo que se sabe, a palavra cannabis tem etimologia no grego, tendo se originado de línguas mais primárias como citas ou trácio, idioma de povos localizados no sudeste da Europa.

Já a palavra “maconha” tem origem no quimbundo, idioma falado no sul de Angola.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimos posts

Dia Mundial do Alzheimer: tratamento com Cannabis Medicinal tem se mostrado eficaz para cuidados paliativos da doença

Apesar de ser uma doença sem cura, é possível diminuir o sofrimento do paciente e de seus familiares INDEOV, empresa brasileira especializada no acesso à...

Maconha sem Tabus: Vem aí 2º gibi do CannabiComix!

Ainda dá tempo de garantir sua cota no financiamento coletivo do lançamento do gibi "Maconha sem Tabus" Gibi é uma palavra que estreou no Brasil...

CDH deve decidir sobre maconha medicinal na próxima quinta

Com grande comparecimento de senadores, a expectativa era de análise do relatório sobre a sugestão, mas a elaboração de um novo relatório e um...

Alta Sacerdotisa: A arte de viajar entre Flores e Pedras

Cristais vem do coração da Terra, levam milhares de anos para se formar e, com isso, carregam mensagens e energias oriundas dos elementos naturais Esses...

Encontro com Fátima ganha elogios ao abordar maconha medicinal: “Chorando”

O Encontro com Fátima Bernardes abordou hoje, no começo do programa, o tema da maconha medicinal. A apresentadora trouxe para o palco o empresário...