Vendedor de maconha conseguiu disputar vaga no Rio-16

Clipadão

hempadao 2 março, 2016

Fonte: UOL

Um norte-americano de 28 anos cuja profissão é vender maconha para fins medicinais disputou uma classificação para as Olimpíadas do Rio. E não foi uma prova qualquer, e sim uma maratona. Ele garantiu vaga na competição em 2013, mas logo depois uma lesão fez com que as corridas fossem substituídas pelo comércio de maconha. Mesmo assim, Chris Barnicle completou a maratona. Ficou em último lugar, mas completou.

A corrida aconteceu em Los Angeles e teve 105 homens inscritos. Barnicle terminou na 105ª posição com o tempo de 3h45min34, mais de 20 minutos depois de a última mulher cruzar a linha de chegada. Ele não alimentava esperança de conseguir algo melhor que isso, mas o passado como corredor e uma lenda na família o motivaram a terminar a prova.

Antes de machucar seriamente a panturrilha direita, Barnicle chegou até a treinar com o italiano Renato Canova, renomado técnico de maratonistas. Seu melhor tempo na meia-maratona foi 1h02min43 – o recorde brasileiro, de Marílson dos Santos, é 59min33. Ele ainda fez os 5.000m em 13min36s02.

“Perto do Natal do ano passado eu pensei: eu estou classificado para a prova, vivo em Los Angeles e só preciso renovar minha associação à federação de atletismo. Será muito divertido”, contou ele à Runner’s World.

Apesar de ainda sofrer com a lesão na panturrilha, treinou com um grupo durante algumas semanas para a maratona. Sua maior motivação, no entanto, foi uma lenda familiar. Seus parentes contavam que uma avó havia disputado a classificação para uma Olimpíada na década de 1930, mas ele nunca encontrou nenhum registro.

“Então pensei: quero que alguém da minha família possa dizer que já estivemos brigando por uma vaga olímpica. Então aqui estou”, justificou Barnicle.

Além desse “presente” para a família, o vendedor de maconha ganhou na maratona muitas câimbras, dores nas pernas e uma respiração mais que ofegante, segundo aRunner’s World. E também o privilégio de dizer que correu uma maratona que valia vaga nas Olimpíadas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina