Vem aí a TATOO Brasil #1!

OnWave

hempadao 10 março, 2015

Depois de lançar a primeira revista gratuita do Brasil sobre a erva da paz, o fundador (e fumador) da MACONHA engata em mais uma. A TATTOO Brasil será uma nova alternativa de leitura e de divulgação para o público aficionado por moda, estilo de vida, música e lógico: tinta, MUITA TINTA! Conversamos com Francesco Ribeiro sobre a nova publicação do grupo RMB.

1)Como foi a transição entre os dois segmentos (da maconha para as tatuagens) e como ficou a Revista MACONHA Brasil nesse meio?

– A MACONHA vai muito bem e continua a todo o vapor. Com a terceira edição que saiu há pouco tempo totalizaremos algo perto de 20 mil revistas distribuídas gratuitamente no Brasil todo. Já começamos a preparar o conteúdo da edição de um ano de maio próximo que por trazer 48 páginas pesará exatos 100g. VAI SER MACONHA DE 100 MALUCO! (risos).

 

A TATTOO Brasil na realidade é uma dilatação da RMB que já trazia entre os anunciantes alguns estúdios de tatuagem. Os dois segmentos tem um diálogo bastante interessante para ser explorado, sem contar a questão do preconceito da sociedade: fato comum aos dois. No lance das tatuagens, como você sabe, eu estou até o pescoço literalmente né? Fiz minhas primeiras tatuagens no milênio passado quando ainda era menor de idade (algo extremamente não recomendado) e sem os mínimos cuidados. Depois disso todas as minhas namoradas eu ia mandando tatuar alguma coisa…era tipo ”marcando gado”(risos). Quando casei fiz nossas alianças com tinta …e dura até hoje. Na família da minha esposa tem alguns tatuadores e meus melhores amigos são todos rabiscados. Na verdade a TATTOO Brasil está se tornando uma revista feita em sua maior parte entre amigos e para amigos…um vai indicando outro que apresenta outro, todos dando força! A ideia surgiu durante um “domingo sem lei” que sempre fazemos no estúdio do meu brother Junior Boldo (foto) em Niterói. Há muitos anos nós tocamos juntos no Ematoma, uma banda de speednarcocore de São Gonçalo quando eu entrei substituindo o falecido Felipe, um guitahero e grower de mão cheia. Perdemos contato por uns anos, mas no lançamento da MACONHA #1 ele(Junior) apareceu por lá e a gente voltou a se encontrar sempre nesses domingos pra ouvir hardcore, tomar umas biritas e lógico…jogar muita tinta na pele. A ideia surgiu numa dessas sessions. O Junior, por exemplo, se tornou um dos colunistas da TATTOO BR e levará dicas e informações sobre biossegurança em estúdios, um assunto fundamental para quem pretende se “arriscar” nesse mundo.

2) E quais são as semelhanças e diferenças entre as duas revistas fora serem de temas diferentes? Gratuita? Impressa? Menor? Maior?

A primeira coisa que fiz foi trocar uma ideia com o pessoal da gráfica que faz a MACONHA e sempre incentivou a publicação até porque comungam da mesma visão na questão da erva na sociedade: a guerra às drogas é uma furada! Não poderia ter sido melhor: nem expliquei muita coisa, eles já acreditaram na ideia e partimos para os orçamentos. Sem essas parcerias acho meio difícil conseguir êxito em distribuir revistas 100% coloridas, com o melhor papel do mercado, capa plástica com verniz toda encerada e o melhor: GRÁTIS porque é assim que a TATTOO Brasil também será! Também seguirá o mesmo “tamanho” da MACONHA para oferecer às revistas PORTABILIDADE: algo fundamental para distribuição em locais movimentados como shows e eventos. Lojas anunciantes também distribuem, pois elas são os melhores pontos de escoamento da revista. Desta forma demos uma banda não só nos jornaleiros como nas distribuidoras que são uma verdadeira máfia que, na maioria das vezes, impossibilita que revistas independentes circulem em um país de dimensões continentais como o nosso. Nossa experiência com as revistas anteriores (HAZE Brasil e MACONHA) foi muito enriquecedora.

3) O que podemos esperar dessa edição #1? Alguma coisa pode ser adiantada?

– Lógico. Essa galera com quem já convivemos serviu de uma excelente matéria prima (senão a melhor) para ser desenvolvida. Temos artigos sobre “tatuagens em família” onde a “tinta” tem funções desde exorcizar a dor de uma perda até de reforçar alguns laços, está sendo bem gostoso de produzir. Dicas técnicas de tatuadores como manutenção de máquinas, estilos diversos, quadrinhos com o cotidiano de um estúdio com nosso camarada Gabriel Alencar (aka Gago – desenhista e tatuador do Rio), highlights com as féras do momento, bastidores do TATTOO Brasil que foi um reality show brazuka, cobertura de eventos e mais algumas surpresas que estamos preparando. Garanto que será uma revista bastante apimentada, cheia de gente bonita e bacana e as suas relações positivas em relação às tatuagens. O lançamento está para 20 de abril e quem ainda quiser se apresentar para divulgar seu trabalho ou colaborar com algum artigo é só enviar um email para rmbpublicidadeepropaganda@gmail.com que será bem vindo. Obrigado pela força de sempre do Hempadão e até breve.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina