Vale Tudo das Eleições: Maconheiros Derrubando Aviões?

Hemportagem

hempadao 22 agosto, 2014

Tem político que treme na base quando o assunto é legalização da maconha. A maioria, por espírito conservador ou medo de perder votos, diz que é contra. Quando o argumento não é de ordem moral o que costuma sair boca é alguma bobagem ou mito proibicionista. No debate entre candidatos ao governo do Rio de Janeiro quem se superou foi Marcelo Crivella.

“Teve empresas que foram fechadas porque seus funcionários estavam usando drogas. Como a Fokker, por exemplo, e os aviões começaram a ter problemas. Inclusive no Brasil. Algumas companhias começaram a ter problemas em seus aviões, e os funcionários usavam drogas durante o serviço. A montagem depende de pequenas peças. E caiu no mercado a notícia de que havia viciados em drogas montando aviões, e acabou tudo, a empresa (Fokker) quebrou”, disse o candidato.

De fato a fabricante de aviões Fokker faliu, mas o fim da empresa não tem nenhuma relação com o nível de chapação dos funcionários, Grandes companhias adotam um rígido controle de uso de drogas por trabalhadores. Também é importante destacar que a legalized Holanda está entre os países da Europa com menor consumo percentual de maconha.

A consequência da bizarra argumentação de Crivela viralizou na internet e foi motivos de deboches. A galera não perdoou a besteira dita pelo candidato e o assuntou bombou nas redes sociais. Entre a nossa galera devemos ter uma certeza: esse não merece o nosso voto. No debate do Rio o único que defendeu a legalização foi o candidato do PSOL, Tarcísio Motta.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina