Uma dura sem Assinatura… Tá tranq…

bONG

hempadao 8 novembro, 2014

buzina1Antes de tudo vou pedir anonimato, me chamem de "BaomDigDig"(aquele barulho que a buzina faz na mente).

Certamente uma coisa ruim é ficar sem um fino, talvez seja até falta de planejamento, ou a conhecida FADIGA de quem aprecia o verde.

-Guardas-te as bagas e pontas, lhes salvarão ocasionalmente.

O foda é quando você já foi salvo pelas baguitas.

-Então terás que recorrer á compra no varejo do TRÁFICO, mesmo que em menor grau, visto que tua terra não permites que o plante.

Era perto de umas 8 da noite quando eu liguei para o meu brother "Bigo" (o cara já esqueceu o próprio celular na rua de dia, de noite voltou pegar e estava no mesmo lugar) pra combinar de fumar um, eis que a questão é que nós não tinhamos a ganjah ("Certamente uma coisa ruim é ficar sem um fino").

Eu acredito que tem muita gente que já correu os contatos no celular perguntando "E ae jov, tem um bazoo pra racha?" e recebendo "Putz véio, tenho aula" ou "TO SEM :<".Naquele momento o Bigo (palmeirense coitado), estava vendo com uma menina no facebook um contato que iria passar incríveis 10 reais (ten pilas, numa tradução livre).

Número e endereço anotados, fomos ir buscar com o cara.

Chegando na casa do cara, pegamos a ramirada e desejada porção do beck, e decidimos por consenso carburar o breu numa praça, onde frequentemente fumávamos. Estacionei meu carro por umas 9 e 30 da plena noite na frente do local. O Bigo(sempre esquece a carteira de motorista no meu carro) estava dexavando o green para carburarmos o então primeiro-do-dia, quando derrepente eu vejo a Duster freiando do lado e o policial falando "Mão na cabeça" e o Bigo(votou no Eduardo Jorge) falando "Caiu a casa cara!".

Aliás, essa sensação de levar um enquadro é sujo.

Descemos com a mão na cabeça, enquanto nos revistavam acabaram achando a maconha (que nem ao menos haviamos fumado), porém pareceram estar mais preocupados com quem nos vendeu (acabamos inventando uma estória que "colou"). Julgo grande a quantidade de sorte gastada neste episódio, visto que um dos policiais era amigo do Bigo (A CHOQUE!) e apenas perdemos o braw que nos fora de difícil obtenção via meios um pouco mais soturnos do que a colheita do puro.

Este relato geralmente vai contra os demais por ser uma experiência positiva, num cenário onde acontecem muitas situações erradas.

Aos amigos do hempadão desejo sempre boas lumbras!(e também sem enquadros kk)

Se por acaso alguém não entendiR alguma coisa peço perdão (pelo vacilo), no começo do texto o dois pra um (tenho inveja dos growers) tava a pleno vapor na mind.

#LEGALIZE

Quer mandar sua história para o Baque de Oposição à Negligência da Guarda? Envie seu relato para: hempadao@gmail.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina