Um 22º estado nos EUA prestes a Legalizar a Maconha Medicinal!

WAW

hempadao 16 março, 2014

A notícia : Enquanto Washington e Colorado podem ser os únicos estados que atualmente permitem maconha recreativa , o movimento em direção à legalização da maconha medicinal está prestes a ter sucesso em quase metade do país, com um novo estado no caminho certo para se juntar ao grupo : Utah.

Na quinta-feira , o Senado Estadual de Utah aprovou um projeto de maconha medicinal em uma votação unânime, e tudo o que ele precisa agora é a assinatura do governador Gary Herbert . O projeto também já havia sido aprovado pela Câmara estadual por ampla vantagem de votos antiproibicionistas.

A nova lei só vai restringir o uso do óleo de maconha não tóxico para pacientes epilépticos. Apelidada de "Lei de Charlee", um paciente epiléptico de 6 anos de idade, que inspirou o projeto de lei, que também irá limpar a maconha para uso pediátrico.

Conjuntura: A maconha medicinal tem mostrado resultados positivos para o tratamento de epilepsia , especialmente para os pacientes que têm resistência física aos medicamentos tradicionais. Um strain especial cultivado para o tratamento de epilepsia pediátrica, chamado de "Charlotte’s Web", tornou-se amplamente popular, com os pais migrando para o Colorado para obter o medicamento para seus filhos.

Claro que, devido à condição da maconha de substância controlada nível 1 (junto com LSD, heroína, peyote entre outras), não há estudos revisados ​​por especialistas científicos para confirmar que o tratamento é bem sucedido e não representa qualquer perigo para as crianças. Mas strains como "Charlotte’s Web” são criados para não conter ingredientes psicoativos. O projeto de lei de Utah estipula que os óleos da cannabis devem conter, “pelo menos,15% de canabidiol (CBD), substância química com propriedades anti-depressão, e menos de 0,3% de tetrahidrocanabinol, ou THC, a substância psicoativa que deixa os usuários de maconha chapados.”

Aqueles que querem receber uma "onda de hemp", em Utah também devem provar que têm epilepsia de difícil controle e obter a permissão por escrito de um neurologista credenciado. Se o projeto for aprovado, entra em vigor em julho e irá expirar depois de dois anos para permitir posterior revisão legislativa.

O que isso significa? Dada a grande quantidade de restrições na lei de Utah, é improvável que um projeto de lei de legalização da maconha recreativa venha logo a seguir. Herbert deixou claro que ele vê a maconha como "uma espécie de prescrição", assim como "qualquer outro medicamento."

Ainda assim, o movimento de Utah sinaliza uma crescente aceitação da maconha como uma alternativa médica e é uma tendência que está cada vez mais ganhando força em todo o país – Kentucky e Geórgia são esperados para logo seguir o exemplo de Utah. Incentivos financeiros à parte, ainda há excitantes, possíveis benefícios da maconha para a saúde e a única maneira de ver se esses benefícios são reais é manter uma mente aberta e experimentar.

Leia a notícia original AQUI



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina