Três produtos de Higiene a base de Maconha!

TopGanja

hempadao 14 outubro, 2014

O TopGanja de hoje traz três produtos a base de maconha. Quer dizer, três produtos que você não sabiam que existia a base da erva. Um sabão, uma loção e uma pomada! E aí, será que falta muito tempo para conseguir acesso a isso aqui no Brasil? Tomara que não… para limpar e curar a política brasileira de tanto conservadorismo:

1 – Ganjabón: Sabonete de Maconha

Os seus fabricantes asseguram que este é o “o único sabão que não deixa os olhos vermelhos”.

Feito artesanalmente e a base de glicerina, cera de abelha e folhas de maconha, o fabricante também diz que o sabão “faz que a as pessoas sejam felizes”. O produtor do sabão é um projeto agro-ecológico chamado El Lorito Dorado, e assegura ainda que o produto é “anti-bactéria e anti-polícia” também.  Usado para as mãos e para o corpo, o sabão é recomendado para rastas, punks, rappers e todos que queiram se ensaboar com o poder místico da maconha.

2 – Locionabis: Uma Loção que pode te deixar Locão

Loção medicinal a base de maconha tratada e conservada com álcool antisséptico e eucalipto durante mais de três anos, acredita?!

O produto pode ser usado para aliviar dores musculares e nas articulações, além de marcas na pele e picadas de mosquito. O fabricante também diz que a essência serve para excelentes massagens corporais e ainda para “trazer boa sorte”. Este também é produzido pela El Lorito Dorado.

3 – Pomada de Maconha: Contra as dores da Proibição

Este foi elaborado pela associação de “Produtos da Vovó”. Este creme a base de maconha é tiro e queda no alívio de dores musculares. A receita é segredo de uma agricultora que cultiva maconha orgânica, o que lhe dá o “toque mágico” da pomada. A produtora diz que os efeitos ocorrem de maneira similar aos azeites de coca, atuando diretamente nos músculos e articulações.

É mole?! Esses são apenas três exemplos de quantos produtos poderiam ser feitos caso a maconha fosse legalizada. No Brasil, país onde a criatividade de terra de cultivo são abundantes, certamente nascerão milhares de novas ideias para utilização desta que parece ser a planta mais versátil do planeta. E aí, Brasil?! Até quando vai perdendo tempo, dinheiro e qualidade de vida?!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina