Tem marola saindo da Concentração da seleção Argentina?

Hemportagem

hempadao 16 novembro, 2016

Um “suposto baseado” azedou o clima da seleção argentina de futebol com a imprensa do país. O atacante Lavezzi foi acusado por um jornalista de ter fumado maconha no hotel onde a Argentina estava concentrada para a partida da última terça-feira, contra a Colômbia. 

A acusação foi feita pelo jornalista Gabriel Anello no Twitter. “Lavezzi fica fora do banco de reservas amanhã por causa do cigarro de maconha que fumou à noite na concentração? Pergunto, apenas pergunto”, escreveu Anello. 

A simples especulação do atacante ter fumado maconha teria sido o motivo para ele ter sido cortado do banco de reservas pelo técnico Edgardo Bauza. Após a partida, vencida pela Argentina por 3×0, os jogadores da seleção anunciaram, através do capitão Messi, que os atletas não falarão com a imprensa argentina por tempo indeterminado. 

“Estamos aqui para comunicar que tomamos a decisão de não falar mais com a imprensa por causa de falsas acusações e falta de respeito(…) A gente já sofreu com muita falta de respeito e não vamos mais tolerar. O que falaram do Lavezzi é gravíssimo. Lamentamos por tomar essa atitude, mas é o que a gente precisa fazer. Vocês podem falar se jogamos mal, jogamos bem, mas falar da vida pessoal de cada um a gente não vai tolerar”, anunciou Messi. 



3 respostas para “Tem marola saindo da Concentração da seleção Argentina?”

  1. Henricão disse:

    Mídia é foda! O mais foda é que o termo “gravíssimo”, na réplica da seleção ao fato, aparentemente vem em relação a acusação ao uso de maconha (que ato gravíssimo kkkkk) e não à invasão de privacidade e exposição desnecessária a qual o jogador foi submetido.

  2. srogers disse:

    #Passa a bola, Lavezzi!!

  3. César disse:

    Deixa o menino fumar, é remédio.

Deixe uma resposta para Henricão Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina