Tem hora que não dá – Apaga essa porra! [Pros que fumam demais…]

Adão e Erva

hempadao 11 abril, 2013

Pois é, quem nunca ouviu um belo de um sermão sobre fumar demais dado por uma roda de pessoas que fumam maconha, mas não como você, o tempo todo, talvez não entenda esse post. Não é nem que maconha vicie, mas o habito de qualquer coisa prazerosa pode nos dar aquela sensação perene de quero mais. E isso pode se transformar num vício.

Se for em maconha, talvez menos mal, já que as sequelas à saúde não são realmente tão grandes. Agora se essa vontade for por cigarros ou álcool, aí começa a complicar, sobretudo a longo prazo. E por aí vai, a pior, claro, com as drogas mais fortes tipo cocaína [cheirada ou fumada] ou a heroína. Adão vive à milênios no planeta terra e está acostumado somente com a Erva, mas muita Erva. Tanto, mas tanto, que até maconheiros se espantam…

Só que tem hora que realmente não dá. Não tem como você deixar seu carro estacionado na casa dos seus pais com aquela marofa impregnada, parece até ofensa ao coroa. Não dá. Não dá pra você ir buscar o seu filho na creche fedendo a beck, man. Não dá! Outro ponto forte dessa discussão é a direção. Fumar maconha não é crime passível de prisão mais no Brasil, mas você dirigir fumando maconha é outra coisa! Senhor sequela, além da sua vida em risco tem a vida de todos os pedestres envolvidos nisso.

Aí Adão por anos se resumiu a dizer: mas eu faço isso todo dia, por anos, e nunca aconteceu nada. Esse argumento só depõe contra ele mesmo. Porque se ele SÓ dirige chapado ou fumando ou fedendo a maconha, a chance de isso dar merda é quase de 100%. Qualquer incidente, mesmo que ele não seja culpado, e os envolvidos sintam o cheiro da erva, é imediato o agravamento do problema, ainda mais se a polícia chegar rápido. Você é maluco ou o quê?! Pode furar seu pneu na rua, e o mecânico não te ajudar pelo cheiro da fumaça. Tá, também pode acontecer o contrário, diz Adão…  ele pode consertar de graça em troca do baseado mais saboroso que ele já provou na vida. É, mas é mais difícil, hein…

Não vou dizer de palas, tipo roupas de maconha em encontros de família. Eu estou falando hoje de coisas que realmente um maconheiro não pode fazer, de forma alguma, tipo… apertar um no encontro de família ou no escritório onde trabalha, rapidinho, enquanto não vem ninguém. Não dá! Não faça isso…

Acender um no outro também não dá. Provavelmente você já está desperdiçando erva pois as ondas não correspondem a quantidade de shapes, pense bem. É preciso lembrar que não é inteligente banalizar momentos de prazer, sob o risco de perder o prazer e se manter eternamente escravo do vício. E no mais, quando todo mundo ao seu redor está dizendo que você está fumando demais, é porque talvez seja verdade.

Esquecer uma coisa ou outra tudo bem, va lá… se atrasar um pouco por causa da brisa da noite passada, ora, tudo bem vai lá, espero que seu patrão não ligue também… mas falta o emprego porque tá na rebordosa do ácido com cachaça e argiréia, e com esse baseado na mão, porra, aí não dá! Entende?! Melhor apagar o baseado em determinados momentos, evitando assim que a fumaça suba batendo no olho causando muitas vezes dor forte e lágrimas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina