Tairine, 21 anos, SP [Candidata 018 – Miss Marijuana 2013]

Miss Marijuana 2013

hempadao 14 novembro, 2013

1) Nome, idade, estado onde mora.

Tairine (Tata), 21 anos, São Paulo.

2) Por que você acha que a maconha foi proibida?

Infelizmente o Brasil, como um país subdesenvolvido que é, sempre visou copiar os maiores (EUA). Sendo assim, por influência externa o Brasil acabou adotando tal política sem ao menos um motivo, pois na época em que decidiram legalmente proibir não havia relatos médicos, crimes e nem sequer acidentes envolvendo o nome da verde, ou seja, a proibição está mais relacionada a interesses políticos, econômicos e morais.

3) Trabalha ou estuda? Qual a sua área de atuação?

Atualmente não trabalho, mas a minha área de atuação é Contatologia (pra quem não sabe, trabalho com lentes de contato) =P .

 

4) Qual a sua opinião sobre a legalização da maconha no atual contexto político-social nacional?

Mesmo com todos os fatores positivos para a legalização, muito ainda tem que se discutir, afinal a população brasileira ainda é muito “pobre” em informação e conhecimento sobre tal.

Digo isso pois a legalização, acredito eu, traria consigo certos problemas por conta da nossa lei falha e cheia de “brechas”.

Primeiro, nosso governo não daria o braço a torcer a ponto de assumir que todos esses anos de proibição foram sem um fundamento concreto.

Outro ponto a ser discutido é que com essa mudança, provavelmente pessoas que foram presas por tráfico, teriam que ser libertadas. Com isso geraria indignação por parte da sociedade, pois muitos não se enquadram apenas por tráfico.

5) Como você gosta de gastar a onda?

Ah, assistindo um bom filme de comédia, dando muitas risadas. Sempre me lembro das brisas passadas, gasto minha onda principalmente comendo e dormindo muito… Rsrs’
Afinal, tudo se torna eterno!!! =)

6) Uma boa música para ouvir chapada?

Sempre SOJA… Minha preferia é True Love.

7) Por que você quer ser a Miss Marijuana 2013?

Primeiro porque só acrescentou na minha vida, ao contrário do que a sociedade desinformada diz.

O fato de fumar não significa que sou uma pessoa descuidada e irresponsável, ou que não tenho uma vida social normal. Pelo contrário, curto muito mais os momentos, eles tornam-se eternos, kkk…

E mereço ganhar, porque era totalmente contra a maconha (coitadinha), rsrs… Inclusive, não tinha amizade com maconheiros e muito menos aceitava que viessem fumar perto de mim, odiava até o cheiro.

Conheci a erva através do meu namorado que pelo contrário de muitos não me disse pra fumar de primeira e sim pesquisar muito antes (como ele mesmo fez), não foi uma decisão impensada ou empolgação. Decidi então experimentar, daí em diante passei a fumar sempre, hoje sou a favor da legalização da cannabis, afinal não pode ser considerada mais uma droga, rsrs…

8) Qual a sua opinião sobre outras drogas?

Primeiramente, só para deixar bem claro, a maconha em si não abre portas para drogas. Até porque a erva é natural e proporciona uma brisa totalmente diferente. Considero como droga, tudo que é criado/modificado pelo homem para benefício próprio.

Quem fuma a erva, procura na maioria das vezes, uma brisa calma e relaxante, diferente de qualquer droga existente, sendo assim não há relação.

9) Se pudesse escolher, moraria no Uruguai, na Holanda ou prefere esperar o Brasil legalizar?

Ficaria no Brasil, pois ainda acredito que tudo isso ainda pode mudar. “Mentes” ainda podem se abrir e a sociedade enfim aceitar que a maconha não é coisa de gente vagabunda e sim uma opção de cada um.

10) Há quanto tempo acompanha o Hempadão e o que mais gosta no blog?

Conheço o blog a mais ou menos 6 meses.

Através do meu namorado, que conhece o blog a pelos menos 3 anos. Interessei-me justamente pelos vídeos do Tomazini, o que tirou todas as minhas dúvidas para a decisão de fumar.

Fico sempre antenada nas novidades do Hempadão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina