Sete novas Tecnologias da Chapação! [TopGanja Ed. 272#]

TopGanja

hempadao 13 maio, 2014

O TopGanja traz sempre listas. Já foram as mais variadas, como por exemplo: atletas flagrados, músicas de maconha e laricas. Hoje vamos falar sobre tecnologia a serviço da fumaça, ou algo desse tipo. São 7 invenções incríveis para os amantes do fumício da erva, e aí, preparados? Então lá vai:

1. VapLume – Discreto e Recarregável

A menos que você esteja vivendo debaixo de uma pedra, você já tem consciência de que os métodos tradicionais de fumar estão ficando, digamos, fora de moda. Tanto os amantes do tabaco quanto aqueles quer fumam maconha começaram a vaporizar, um processo no qual os usuários inalam vapor ao invés de fumaça, já que o vapor parece ser mais saudável e deixa um cheiro bem mais discreto.

E quando se fala de vaporizadores, o Firefly (vagalume, em português) é um dos mais elegantes do mercado. Com seu design feito por um desenvolvedor da Apple, ele esquenta seu bud enquanto o usuário inala – até 200 graus celsius – lhe propiciando uma explosão de sabor a cada tragada. (E, sim, ele brilha como um vagalume enquanto você traga). Sua portabilidade é outro grande bônus: o Firefly cabe na palma da sua mão e funciona com uma bateria recarregável com uma vida útil de 40-50 tragadas.

2. BongPet – Um adaptador de bong de aço inox que serve em garrafas plásticas

Aquela arte de fazer buracos nas tampas das garrafas está com os dias contados. Esse adereço americano cabe bem em cima de praticamente qualquer garrafa plástica para fazer um simples bong de gravidade. E ainda tem mais, talvez a melhor parte dessa peça seja que, se você for pego com ela, provavelmente ninguém vai nem imaginar o que é.

3. DichavaClock – Um relógio que também é um dichavador

Esse não é tão novidade, mas certamente muita gente ainda não conhece. Se o MacGyver fumasse maconha, você pode ter certeza de que ele teria tido um desses. Esse relógio, feito pela empresa novaiorquina Vaporite, tem duas variações: uma tem um dichavador escondido, para dichavar seus buds e a outra vem com uma “caixinha de armazenamento” escondida para carregar sua maconha por aí. A empresa afirma que ambos compartimentos são à prova de cheiro, o que não nos faz gostar mais ou menos deles. E, sim, eles são relógios de verdade!!

4. CanetaVap – Uma caneta que faz fumaça

O Grasshoper Vaporizer faz com que tacar fogo em público fique fácil demais. Apenas rosqueie a tampa, carregue com sua substância e aperte o lado oposto (como uma caneta de verdade) para aquecer. Está pronto para tragar em apenas 5 segundos. Lista de espera aqui. Esse é pra quem gosta de estar chapadão no escritório. Seu chefe só não pode pedir sua caneta emprestada.

5. I-Vap – Uma capa de iPhone com um vaporizador embutido?!

Se você não quer que todos saibam que você é um maconheiro, então talvez não devesse comprar uma dessas. Mas com o tabu da maconha se esvaindo aos poucos, acessórios como esse podem se tornar o normal. Com quatro temperaturas, você pode controlar exatamente qual será o nível da sua tragada enquanto fala ao telefone com sua mãe. Ele pode não ser muito discreto, mas ganha pontos extras pela sua conveniência. Explanada, mas revolucionária. Alo galera da tecnologia, aguardamos por, ao invés de uma capa, um aplicativo que faça esse trabalho. Que tal?

6.  Um vaporizador de rosquear que funciona com um isqueiro

Esse eu nem entendi muito bem, mas o VaporGeanie Coil Caporizer se curva como uma mola e não precisa de bateira para funcionar. Ele é feito de aço inox e dá pra separar em várias peças para guardar ou para lavar. A melhor parte? Ele tem um filtro de cerâmica, então sua erva é tostada e não queimada.

7. Loção de Maconha – Pra quem quer chapar pela Pele!

Alegria é ter seu companheiro(a), ao final do dia, lhe fazendo uma massagem nas costas com uma loção que contém THC. Isso mesmo, a cannabis pode ser absorvida pelos poros da sua pele. Cada garrafinha de 4oz dessa loção muscular da Dixie Elixirs, fabricada em Denver contém 100mg de THC ativo. A empresa diz que a loção não é psicoativa mas alivia artrite e dores musculares. Infelizmente, por enquanto ela só está disponível no Colorado, mas os dispensários medicinais de outros estados nos EUA já devem ter produtos similares.

Enquanto isso, a gente no Brasil assiste às tecnologias do mundo despontarem sem nem ao menos ter direito a uma ponta de legalização. Quanto dinheiro e tempo perdido? Porque a política pública não percebe esse exuberante atraso? Ideias como essas são criminosas no Brasil e por isso nunca serão realizadas ou comercializadas através daqui. Quem tem potencial para trabalhar com esse ramo simplesmente sai do país e vai ganhar dinheiro fora. Até quando?



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina