Repressão High Tech! [OnJack Ed. #211]

OnJack

hempadao 11 março, 2013

Postagens anteriores aqui!

 

De modo a livrar a América da mari­juana, todos nós, fumantes e não fumantes, deveremos abdicar da nossa Declaração dos Direitos… para sempre! Deveremos conformar-nos com perso­nagens da laia de Lyndon LaRouche, Jerry Falwell, Nancy Reagan, Edwin Meese, William Bennett, o general Barry McCaffrey e outras mentes desse ridícu­lo calibre. Cada uma delas, na sua pre­sunçosa ignorância, está a contribuir pa­ra o envenenamento permanente da Ter­ra, enquanto faz tudo quanto pode para aniquilar completamente a única coisa que pode salvar-nos: O cânhamo.

Ironicamente, o computador, essa grande dádiva à Humanidade, irá permi­tir que a polícia termine hoje o trabalho que a Inquisição da Igreja Católica Romana iniciou (ver capítulo 10, idade das trevas), porque a igreja não suportava que os “plebeus” se rissem de si ou co­nhecessem, entre outras coisas, os segre­dos da higiene, da astronomia e do câ­nhamo. Usando computadores, a polícia anti-erva pode escrutinar a vida familiar, os recibos, os impostos, etc, de todos nós, o que lhes permite chantagear e/ou subornar cidadãos americanos, assim como destruir os seus políticos, magistra­dos e outros VIPs ao expor questões como as suas vidas privadas ou o uso pes­soal de drogas.

Por exemplo, durante seis meses, o fi­lho da antiga bastonária da saúde de Clinton. Jocelyn Elders, foi instado sis­tematicamente por um amigo seu (que anteriormente fora preso por posse de drogas e obrigado a tra­balhar clandestinamen­te para a DEA, visando especificamente incri­minar Elders) a adqui­rir-lhe uma pequena quantidade de cocaína. O filho de Elders, que não tinha antecedentes conhecidos de tráfico de drogas, foi recusando, mas acabaria por ceder perante a pressão cons­tante do amigo.
 
O governo só revelou informações sobre esta transação ao fim de seis meses, quando pô­de usá-las para chanta­gear diretamente a bastonária da saúde Elders, para obrigá-la a retratar a sua posição sobre a cannabis médi­ca. Ao invés, recusando ser silenciada, Elders demitiu-se. Com táticas tão descaradamente desonestas, a DEA está a aproximar-nos, dia a dia, do pesadelo descrito por Orwell em 1984. Um pós-escrito: na altura em que redijo isto, o jovem Elders aguarda o resultado de um recurso fundamentado na sua incriminação deliberada.

 

O OnJack publica, semanalmente, trechos da tradução do livro de Jack Herer, The Emperor Wears no Clothes.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina