REeDUcaÇÃO #36 – Correndo pro abraço!

REeDUcaÇÃO

hempadao 24 julho, 2013

por Guilherme Storti

Salve, salve!

Ontem tive a oportunidade de estar presente na cerimônia de lançamento da Política Estadual sobre Drogas – Bahia, em cerimônia realizada no memorial da câmara de vereadores da cidade de Salvador. Na contramão dos principais estados brasileiros, a Bahia adota um posicionamento muito importante ao lançar oficialmente a sua política de drogas, mostrando que o estado está comprometido com alternativas norteadas pelas diretrizes dos direitos humanos.

Enquanto grandes estados como Rio de Janeiro e São Paulo adotaram o plano de internação compulsória como a principal alternativa a ser explorada para lidar com o problema de abuso de drogas, a Bahia se compromete em aplicar a sua política com base nos princípios da redução de danos, procurando verificar e respeitar as reais necessidades dos usuários de drogas.

A política lançada ontem, na cidade de Salvador, é direcionada por cinco eixos temáticos que vão interagir entre si a fim de melhorar o serviço de atenção aos usuários de drogas. Os eixos temáticos são:

· Prevenção

· Tratamento, Recuperação, Reinserção Social e Ocupacional

· Redução dos Riscos e Danos Sociais e à Saúde

· Repressão ao Tráfico de Drogas

· Estudos Pesquisas e Avaliações

Um ponto que chama atenção nessa política é o fortalecimento da rede de comunidades terapêuticas, ao mesmo tempo em que fortalecem, também, os serviços de atenção que trabalham dentro dos princípios da redução de riscos e danos e prevenção. Uma solução democrática que traz opções de acompanhamento e tratamento para os usuários.

Além da política, foi também lançado, ontem, o projeto “Corra pro Abraço” que será desenvolvido com parceria de secretarias do governo com o CRIA – Centro Referência Integral de Adolescentes e outros serviços da rede. O projeto contará com oficinas de capacitações e intervenções artísticas urbanas, focando nas populações que fazem uso e abuso de drogas, principalmente as que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Outro lançamento feito ontem foi o “Guia Intersetorial – Rede de serviços, crack e outras drogas do centro antigo de Salvador” que é um guia que possui a descrição e telefones de todos os serviços que trabalham com essa temática dentro do centro histórico de Salvador, facilitando o acesso e interação entre a rede de atenção ao usuário de drogas. Um documento que viabiliza muitos encaminhamentos dentro do serviço.

Por fim, a Política de Drogas do Estado da Bahia se mostrou diferenciada em relação aos caminhos que outros estados decidiram percorrer. O projeto “Corra pro Abraço”, sem sombra de dúvidas, é uma alternativa bem mais interessante e viável do que os planos de internação compulsória e mostra que com boa vontade política é possível fazer um plano bem estruturado.

Agora vamos torcer para que tudo isso venha para o campo das práticas humanizadas e não fique apenas no campo dos discursos e textos bem produzidos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina