Qual lâmpada é melhor LEDS ou HPS?

Cultivo Vital

hempadao 9 maio, 2015

por Sergio Vidal, autor do livro Cannabis Medicinal Introdução ao Cultivo

Antes de começar, queria pedir desculpa por não ter postado textos nas últimas semanas, mas estive viajando muito e não tive como escrever. Essa semana o texto é de um leitor que foi no último final de semana participar do work shop de cultivo que rolou em Balneário Camboriú, na loja nova da Green Power.

20150428_112511"Salve Sérgio.

Bom dia.

Cara reforçando o que disse no sábado na palestra na Green Power curti muito o conteúdo. Parabéns.

Cara comprei o seu livro e a questão de quando reduzir determinados nutrientes e aumentar outros acho que vai me ajudar muito.

Mano, abusando da boa vontade, será que vc pode brevemente abordar duas questões?

A primeira é a segunte: um ambiente iluminado com uma HPS600w e um painel LED 600w pode ser reduzido apenas ao painel LED sem mto prejuízo? para economia de energia… as espécimes estão no final da floração…

A segunda questão é sobre o melaço: Achei um Melado (não melaço) extremamente viscoso e escuro. dito organico…da na mesma usar o melaço que tinha na GP e esse Melado? segue a foto em anexo…

Cara…se vc puder esclarecer esses dois pontos agradeço muito.

abs

boa luta"

20150428_112535

Obrigado por sua mensagem.

Primeiro, sobre as lâmpadas HPS x LED, é importante lembrar que, num jardim indoor, a fonte de energia luminosa é apenas um dos fatores que inibem ou favorecem o crescimento da planta. É um fator importante, dos mais relevantes, porém todas as condições e fatores precisam ser levados em consideração na hora de manter uma estufa funcionando bem, de forma a proporcionar um ambiente agradável ao crescimento da planta. Tão importante quanto a qualidade e intensidade da fonte de energia luminosa são os índices de temperatura. A temperatura da estufa, idealmente, deveria ficar entre 24 e 27 (quando as luzes estiverem acesas) e 17 a 20 (quando as luzes ficarem apagadas).

Consideradas isoladamente como fatores de emissão de energia luminosa, lâmpadas HPS e LED têm eficiência equivalente na produção de flores de qualidade medicinal e com bom volume inflorescências, ambas conseguindo explorar os limites genéticos das plantas. Porém, energia luminosa não é o único fator a ser levado em consideração. Ambas as fontes de energia são ótimas, mas os LEDS emitem uma quantidade muito menor de calor do que lâmpadas HPS. Podemos tocar com as mãos placas de LED de 600w ou de maior potência ligadas e manter durante o tempo que quisermos segurando-as, sem qualquer desconforto de calor. Já lâmpadas HPS ligadas emitem até 4.000 Btus e jamais devem ser tocadas, sob risco de queimaduras de até 3 grau.

O que quero dizer é que uma HPS exigirá do seu sistema de cultivo uma solução de refrigeração própria. Ou você irá usar um ar-condicionado para toda a estufa, ou um refletor dutado com um bom exaustor, e outro exaustor bem eficiente introduzindo ar novo na estufa. Mas o fato é que a HPS irá produzir muito mais calor do que uma placa de LED e, se você não usar um condicionador de ar para refrigerar o ambiente, perderá em produtividade e qualidade, então o LED se torna mais vantagem. Mas, se você tem condição de refrigerar o ambiente, lâmpadas HPS ainda não conseguiram ser superadas em intensidade luminosa e devem ser a primeira opção de quem pode usar um ar condicionado para resfriar a estufa.

A segunda pergunta, com relação ao melaço ou melado. Antes da sua pergunta eu falava indiscriminadamente melaço ou melado, acreditando que uma ou outra palavra era apenas um regionalismo para diferentes preparados. Daí fui pesquisar e, de fato, há uma definição da própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária sobre um ou outro composto e o que nos é mais adequado é o melado. Segundo a ANVISA, numa Resolução de 1978:

Melaço – é o líquido que se obtêm como resíduo de fabricação do açúcar cristalizado, do melado ou da refinação do açúcar bruto.
Melado – é o líquido xaroposo obtido pela evaporação do caldo de cana (Saccharum officinarum) ou a partir da rapadura, por processos tecnológicos adequados.
Rapadura – é o produto sólido obtido pela concentração a quente do caldo de cana (Saccharum officinarum)

O melado, portanto, é mais rico em nutrientes, incluindo aí carboidratos, potássio, ferro e vitaminas. O melado é mais grosso e escuro, mais amargo também, utilizado como suplemento de potássio e ferro. Ótimo para humanos e para as plantas, especialmente as em estágio final de floração, que podem se alimentar com ele até quase a colheita. Mas ele também pode ser dado já a partir de meados da floração, sempre observando o pH.

Espero que tenha ajudado a responder a sua dúvida,

Até semana que vem. Namaste!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina