Procon proíbe venda de mercadorias que fazem apologia às drogas em Contagem

Clipadão

hempadao 26 setembro, 2013

14_40_22_218_fileFonte: R7

O Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) de Contagem começou a fiscalizar nesta quinta-feira produtos que façam apologia ao uso de drogas nos comércios da cidade da região metropolitana de BH. Os comerciantes que tiverem essas mercadorias expostas, vão ser multados e o material apreendido.

A operação, que teve apoio da Guarda Municipal de Contagem, já recolheu camisetas, bonés e outras peças com estampas de folha de maconha e com a numeração "4:20", uma referência ao uso do tipo de entorpecente. A fiscal do Procon, Maria Lúcia Scartelli, afirma que vender e usar roupas com as imagens é incentivar o uso de drogas.

— É crime incentivar, fazer a publicidade, divulgar. Jovem que usar uma camisa dessa será preso.

Ainda segundo a fiscal, a apreensão não ficará restrita ao camelódromo e vai atuar nos outros tipos de comércio da cidade. De acordo com o Procon, há uma suspeita de que os fornecedores das mercadorias sejam de São Paulo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina