Porque misturar Maconha e Tabaco pode ser perigoso?

WAW

hempadao 27 maio, 2017

Desde o nascimento, crianças dos EUA são alertadas sobre os riscos do tabaco e do fumante passivo. Todo ano, 8 milhões de pessoas morrem de doenças cardiovasculares e câncer de pulmão, doenças especificamente associadas com fumar cigarro.

Deve ser por isso que apenas 8 por cento dos usuários de cannabis nos EUA misturam a erva com tabaco antes de fumar. Isso também pode ser devido ao fato de, lá nos EUA, eles já estarem expostos a cannabis em várias formas, desde óleos até os comestíveis, diferente de outros países.

Na Europa, onde a cannabis ainda é ilegal em muitos lugares, a estimativa é de que aproximadamente 90% dos fumantes de cannabis misturem com tabaco. Isso não só ajuda a mascarar o cheiro da maconha, como também pode alterar a maneira que o corpo reage ao THC e CBD.

A nicotina traz a sensação de relaxamento, diminui a tensão e produz um sentimento de calma. Juntamente com os efeitos poderosos da cannabis, a combinação fica “perfeita”.

A sensação de estar sedado dura pouco tempo porém, depois de um curto período de tempo com esse hábito, os fumantes podem se pegar implorando não só por cannabis, mas também por um cigarro. Por isso, a cannabis é considerada uma porta de entrada para o seu companheiro tabaco, um fenômeno conhecido como “efeito reverso de porta de entrada”.

Alternativas mais saudáveis

Em muitos desses países europeus onde a combinação está ganhando força, os fumantes tem que ser introduzidos a cannabis em suas outras formas.

Os óleos concentrados, os comestíveis e muitas coisas que muita gente nos EUA já está acostumado, não estão disponíveis fora do país. Em muitos lugares, a flor seca é a única fonte de cannabis dessas pessoas.

Fumar maconha, mesmo sem o tabaco, não é a maneira mais segura de aproveitar a substância. No geral, qualquer forma de fumar pode trazer algum prejuízo. Nova pesquisa revelou que vaporizar deve ser a maneira mais saudável de ingerir a cannabis.

Dentro de uma caneta vaporizadora ou outra coisa do tipo, o óleo ou a flor são superaquecidos, transformando o CBD e THC em vapor, não fumaça. Esses vapores são muito mais limpos, saudáveis e seguros de se ingerir do que qualquer tipo de fumaça.

Da mesma maneira, os comestíveis e os extratos não requerem nenhum tipo de inalação. Simplesmente introduzindo a cannabis no corpo de várias maneiras, as pessoas podem cortar quaisquer efeitos danosos que poderiam encontrar na erva.

Como o movimento pela legalização da maconha está ganhando o mundo, cada vez mais pessoas serão expostas às variedades e diferentes formas da cannabis disponíveis, ajudando a diminuir o uso do tabaco associado à cannabis.

Veja a matéria original AQUI



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina