Oregon limpa a ficha de quem foi condenado por porte de maconha

Hemportagem

hempadao 30 setembro, 2015

Depois de legalizar o uso recreativo da maconha, o estado do Oregon, nos EUA, se prepara para avançar na eliminação de outra desgraça do proibicionismo: o peso da ficha criminal de quem foi processado na época que o porte de maconha era ilícito. 

Uma reportagem do The New York Times cita o caso de Erika Walton. Há quinze anos ela passou um bong com maconha para alguém que acabou se revelando um policial à paisana, e foi intimada por porte de maconha. Ela pagou a multa, mas a violação continuou lá, assombrando sua ficha. “Isso tirou muita coisa da minha vida”, declarou Walton. 

Agora, Walton procurou o atendimento jurídico gratuito em Portland, maior cidade do estado de Oregon (EUA). Quando o processo estiver concluído não existirá nenhum registro de condenação ou detenção relacionada ao porte de drogas na ficha da norte-americana. 

“O Oregon é um dos primeiros estados a pensar de fato na questão do que fazer com os registros de algo que antes era um crime e hoje não é mais”, disse Jenny M. Roberts, professor de Direito na Universidade Americana em Washington, especialista em direito criminal e penas. 

Vale destacar que a venda legalized de maconha, (aprovada por plebiscito em novembro de 2014) ainda não começou no Oregon. Se tudo seguir dentro do planejado, as primeiras lojas serão abertas no mês de outubro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina